PMBA: SEGUNDO GOVERNADOR, CONCURSO ACONTECERÁ ATÉ O MÊS DE ABRIL: Confira

O governador da Bahia, Rui Costa, voltou a falar sobre o concurso público da Polícia Militar, que será realizado este ano. Durante a abertura dos trabalhos legislativos da Assembleia Legislativa na manhã de hoje (2) ele informou que o certame deve ser iniciado até o mês de abril. A previsão é de que sejam abertas 2.840 vagas.

“Vamos continuar contratando profissionais. Até o mês de abril vamos realizar o concurso para dois mil soldados e 60 oficiais da PM, e 750 soldados e 30 oficiais do Corpo de Bombeiros. Já investimos na contratação de 2.332 novos policiais militares e civis, delegados, escrivães, investigadores e 411 novos agentes penitenciários. Renovamos também a frota com quase 1.700 novos veículos, ao qual serão acrescentadas 400 novas viaturas. Ampliamos a Ronda Maria da Penha. Construímos e entregamos vários Diseps, os Distritos Integrados de Segurança Pública, para dar um melhor ambiente de trabalho aos nossos policiais. E novos Diseps serão entregues este ano”, disse.

Ele não deu detalhes sobre qual empresa organizará o concurso, nem a data em que o edital será lançado, bem como período de inscrições. A informação foi anunciada durante discurso na abertura, quando tocou no assunto segurança pública.

“Quero agora tocar em um tema que exige uma abordagem diferencial: a segurança. Aqui estamos tratando com a preservação da vida e dos patrimônios, com o sentimento de proteção e vulnerabilidade das pessoas e da sociedade. Sobretudo em um contexto de corrosão dos valores, de perda de referências morais e retração dos ganhos sociais há de se agudizar a violência e suas sequelas. O quadro de horrores que o Brasil vivenciou em seus presídios é um sintoma que temos que pleitear um maior equilíbrio entre os instrumentos estatais de segurança e a construção de um tecido social mais permeável à tolerância e ao respeito a vida. Esse é um desafio de muitas mãos: passa por aprofundar a cooperação entre os níveis de governo, entre as instituições que atuam no sistema criminal e a mobilização da sociedade civil em todas as suas esferas”.

O governador destacou o combate aos crimes violentos letais intencionais (os CVLIs), os investimentos em inteligência e as obras em presídios no estado.

Leia o discurso do governador na íntegra aqui


Comentários

Os comentários estão fechados.