Um professor de 50 anos morreu, nesta terça-feira (4), no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), em Brasília, após passar mal por ter ingerido um suco de uva, durante uma reunião na escola em que foi diretor por seis anos.

Segundo informações da polícia, o professor tomou um suco que teria sido dado por uma colega da escola, na última quinta-feira (30). Alguns minutos depois de ingerir a bebida, ele começou a passar mal e mandou áudio para familiares e amigos pedindo socorro: “Alguém me ajuda, alguém me ajuda. Eu cheguei aqui, tomei um suco e acho que colocaram laxante, estou com muita diarreia”, disse o professor.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e levou o docente para o hospital, onde ficou internado em estado gravíssimo durante seis dias.

Segundo informações do site Metrópoles, um laudo preliminar com material biológico da vítima, constatou que ele teria sofrido intoxicação por algum organofosforado, substância presente em inseticidas e agrotóxicos. Antes da morte do professor, o caso estava registrado como tentativa de homicídio e é investigado pela polícia.


A 1ª etapa da Campanha de Vacinação contra o Sarampo de 2020 começa no próximo dia 10. Nesta etapa, o público-alvo é composto por crianças e jovens de 5 a 19 anos, não vacinados ou com esquema incompleto. A vacina utilizada previne contra o sarampo, rubéola e caxumba (tríplice viral).

As estratégias de intensificação das ações de rotina são de extrema importância para ampliar a proteção da população e possibilitar a interrupção da circulação do vírus do sarampo no país. A campanha ocorrerá em todos os 417 municípios do estado, de 10 de fevereiro a 13 de março. O dia D de mobilização nacional está marcado para 15 de fevereiro.

O sarampo é uma doença grave, que pode levar a complicações e óbito. A população-alvo deve procurar uma unidade de saúde, levando a caderneta/cartão de vacina, para que seja avaliada sobre a necessidade de tomar a vacina tríplice viral e/ou atualizar outras vacinas.

Em 2020, na Bahia, já foram notificados 12 casos de sarampo. No ano de 2019 foram 757 notificações. Ao todo, desde o início do surto, em junho de 2019, até janeiro de 2020, foram confirmados 64 casos da doença.


Um restaurante e Tapiocaria, localizado às margens da BA-415, emo Bandeira do Colônia, próximo a Itororó, está fazendo o maior sucesso gastronômico.

Sob a direção de Verônica, Monique, Messias e Lucas, o restaurante e tapiocaria “Maria Bunita”, está dispondo de diversos pratos deliciosos, o que tem atraído os milhares de turistas que diariamente trafegam em direção às belas praias de Ilhéus, Serra Grande e Itacaré. Além de atrair também, os moradores da localidade.

Durante o dia, o restaurante oferece: Tapioca recheada, Feijoada, Carne de sol, Bife acebolado, Carne de sol com aipim,  Ensopado de boi, Mocobucho, Ensopado de porco, Farofa de tripa, Costela de porco, Caldos de vários sabores, além de diversos sucos. A noite, o cardápio é tapioca.

Veja fotos de alguns de nossos pratos e visitantes:

 


Em Itapetinga a oposição ficou sem opção e a tendência é lançar o ex-prefeito José Carlos Moura (PT) como candidato a prefeito. De acordo com o site Políticos do Sul da Bahia,  o grupo tentou alguns nomes, como o do delegado Roberto Junior, mas parece que só restou o nome do ex-gestor.

José Carlos Moura foi prefeito de 2009 a 2016, o último mandato foi considerado um fiasco, ao ponto de não conseguir lançar um candidato na sucessão municipal.


A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) depositou nas contas do Hospital Geral Cristo Redentor, em Itapetinga, R$ 1 milhão para o custeio da unidade, recurso destinado via emenda parlamentar do deputado federal Jorge Solla (PT-BA). A quantia será utilizada na compra de medicamentos, insumos hospitalares e folha salarial.

“Houve esta solicitação da Fundação José Silveira, que administra a unidade, e nós atendemos com a compreensão de que o trabalho é bem feito e que esses recursos ajudarão a unidade, em 2020, a produzir ainda mais atendimento ao povo de Itapetinga e à toda a região, de mais oito municípios”, destaca Solla.

Fonte: Pimenta na Muqueca


A Câmara Municipal de Vitória da Conquista informa que em virtude do falecimento da Sra. Aldeci Martins Brito, esposa do vereador Álvaro Pithon (DEM), a sessão ordinária que estava marcada para esta quarta-feira (05) foi cancelada.

Assim, a primeira sessão do ano será às 8h30 da próxima sexta-feira (07), aberta a toda a população e com transmissão ao vivo pela Rádio Brasil FM 107.7 e em vídeo no facebook da Casa do Povo.

Dona Aldeci faleceu aos 77 anos e deixa o esposo, dois filhos e quatro netos. A Câmara de Vitória da Conquista presta suas condolências aos familiares e amigos.


Na sessão desta terça-feira (04/02), o Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou as contas de 2018 das prefeituras de Cruz das Almas, Itambé, Valente, Guaratinga e Arataca, de responsabilidade dos prefeitos Orlando Peixoto Pereira Filho, Eduardo Coelho de Paiva Gama, Marcos de Oliveira Araújo, Christine Pinto Rosa e Katiana Pinto de Oliveira, respectivamente. A principal irregularidade praticada pelos gestores foi a extrapolação do limite máximo para despesa com pessoal.

Em relação às contas de Cruz das Almas, os gastos com pessoal representaram 57,30% da receita corrente líquida. Índice superior, portanto, ao limite de 54%. Em razão dessa irregularidade foi aprovada uma multa ao prefeito Orlando Peixoto Pereira Filho, no valor de R$34.272,00, equivalente a 12% dos seus subsídios anuais, pela não redução da despesa. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, também imputou uma segunda multa ao gestor, no valor de R$5 mil, referente às demais irregularidades identificadas durante a análise das contas.

Na Prefeitura de Itambé, os gastos com pessoal representaram 72,94% da receita corrente líquida – superior, portanto, ao limite de 54%. O prefeito Eduardo Coelho de Paiva Gama foi multado em R$30.528,00, que corresponde a 12% dos seus subsídios anuais, por não ter reconduzido as despesas com pessoal, conforme determina a LRF. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, também multou o gestor em R$5 mil pelas demais falhas contidas no parecer.

A despesa com pessoal em Valente também superou o percentual máximo de 54%, alcançando 59,85% da RCL. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, multou o prefeito Marcos de Oliveira Araújo em R$21.600,00, que corresponde a 12% dos seus subsídios anuais, por não ter reconduzido as despesas conforme determina a LRF, e em R$1,5 mil pelas demais falhas contidas no parecer.

Em Guaratinga, a despesa total com pessoal alcançou o montante de R$30.266.072,60, representando 65,11% da receita corrente líquida, quando o máximo permitido é 54%. O conselheiro Raimundo Moreira, relator do parecer, multou a prefeita Christine Pinto Rosa em R$58.500,00, pela não redução desses gastos, e em R$4,5 mil, face às demais irregularidades apontadas no relatório técnico.

Já no município de Arataca, a despesa com pessoal também superou o percentual máximo de 54%, alcançando 62,69% da RCL. O relator do parecer, conselheiro substituto Antônio Emanuel de Souza, multou a prefeita Katiana Pinto de Oliveira em R$72 mil, que corresponde a 30% dos seus subsídios anuais, por não ter reconduzido as despesas conforme determina a LRF, e em R$5 mil pelas demais falhas contidas no parecer. Além disso, foi determinado o ressarcimento de R$ 3.650,00, pela falta de comprovação da efetiva prestação de serviço relativo a não comprovação da veiculação de propaganda.

Cabe recurso das decisões.


Na sessão desta terça-feira (04/02), o Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou as contas de 2018 das prefeituras de Cruz das Almas, Itambé, Valente, Guaratinga e Arataca, de responsabilidade dos prefeitos Orlando Peixoto Pereira Filho, Eduardo Coelho de Paiva Gama, Marcos de Oliveira Araújo, Christine Pinto Rosa e Katiana Pinto de Oliveira, respectivamente. A principal irregularidade praticada pelos gestores foi a extrapolação do limite máximo para despesa com pessoal.

Em relação às contas de Cruz das Almas, os gastos com pessoal representaram 57,30% da receita corrente líquida. Índice superior, portanto, ao limite de 54%. Em razão dessa irregularidade foi aprovada uma multa ao prefeito Orlando Peixoto Pereira Filho, no valor de R$34.272,00, equivalente a 12% dos seus subsídios anuais, pela não redução da despesa. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, também imputou uma segunda multa ao gestor, no valor de R$5 mil, referente às demais irregularidades identificadas durante a análise das contas.

Na Prefeitura de Itambé, os gastos com pessoal representaram 72,94% da receita corrente líquida – superior, portanto, ao limite de 54%. O prefeito Eduardo Coelho de Paiva Gama foi multado em R$30.528,00, que corresponde a 12% dos seus subsídios anuais, por não ter reconduzido as despesas com pessoal, conforme determina a LRF. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, também multou o gestor em R$5 mil pelas demais falhas contidas no parecer.

A despesa com pessoal em Valente também superou o percentual máximo de 54%, alcançando 59,85% da RCL. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, multou o prefeito Marcos de Oliveira Araújo em R$21.600,00, que corresponde a 12% dos seus subsídios anuais, por não ter reconduzido as despesas conforme determina a LRF, e em R$1,5 mil pelas demais falhas contidas no parecer.

Em Guaratinga, a despesa total com pessoal alcançou o montante de R$30.266.072,60, representando 65,11% da receita corrente líquida, quando o máximo permitido é 54%. O conselheiro Raimundo Moreira, relator do parecer, multou a prefeita Christine Pinto Rosa em R$58.500,00, pela não redução desses gastos, e em R$4,5 mil, face às demais irregularidades apontadas no relatório técnico.

Já no município de Arataca, a despesa com pessoal também superou o percentual máximo de 54%, alcançando 62,69% da RCL. O relator do parecer, conselheiro substituto Antônio Emanuel de Souza, multou a prefeita Katiana Pinto de Oliveira em R$72 mil, que corresponde a 30% dos seus subsídios anuais, por não ter reconduzido as despesas conforme determina a LRF, e em R$5 mil pelas demais falhas contidas no parecer. Além disso, foi determinado o ressarcimento de R$ 3.650,00, pela falta de comprovação da efetiva prestação de serviço relativo a não comprovação da veiculação de propaganda.

Cabe recurso das decisões.


Mais um susto foi registrado na famosa Serra do Marçal, trecho da BA-263, entre Itambé e Vitória da Conquista.

O acidente ocorreu às 11:30h de hoje, terça-feira (04), em uma curva estreita no km 71 da rodovia.

De acordo com informações do Blog Itambé Agora, um carro, modelo Hyundai Elantra se chocou contra o paredão de pedra, no momento em que o condutor realizava uma curva ao subir a serra.

No carro estavam um casal e duas crianças. Eles voltavam da cidade de Porto Seguro e retornavam para a capital brasileira (Brasília).

Por sorte, ninguém se feriu, restando somente o susto e o prejuízo material.

Fonte: Blog do Rodrigo Ferraz


Após muita especulação, a cobrança de estacionamento também no Shopping Conquista Sul começa a se concretizar. Após o Boulevard Shopping dar início à cobrança no início do último mês, vários boatos davam conta de que outros estabelecimentos adotariam a mesma medida.

Desde que foi inaugurado, em junho de 2006, o estacionamento no local é gratuito. Contudo, também no último mês, a instalação de cancelas nas entradas do estacionamento indicava que haveria uma mudança.

                                                                 Foto: Blog do Sena

Nesta terça-feira (04), o Blog do Sena esteve no Conquista Sul e verificou que além das cancelas já estarem funcionando, monitores da empresa, que deve operar o estacionamento, também estão posicionados nas entradas instruindo os motoristas a como proceder.

                                                                 Foto: Blog do Sena

Informações ainda não confirmadas, antecipam que a cobrança do estacionamento pode começar a valer a partir da próxima segunda-feira (10). O tarifa cobrada deve ser a mesma do Boulevard Shopping, ou seja, R$ 5.

Assim como aconteceu com a implementação da cobrança no Boulevard Shopping, a medida deve desagradar clientes que precisam utilizar o estacionamento do local. Além de fazer com que os motoristas procurem estacionar no entorno do estabelecimento, como vem ocorrendo no shopping da zona leste.

Fonte: Blog do Sena