A Bahia registra 6.204 casos confirmados de Covid-19, o que representa 29,91% do total de casos notificados no estado. Considerando o número de 1.644 pacientes recuperados e 225 óbitos, 4.335 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.​
Os casos confirmados ocorreram em 180 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (71,84%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Ipiaú (2.485,12), Uruçuca (2.339,30), Ilhéus (1.805,00), Itabuna (1.655,54) e Salvador (1.428,10).​ Na Bahia, 643 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.​
O boletim epidemiológico registra 10.864 casos descartados e 20.743 notificações em toda a Bahia. Esses dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.​
Taxa de ocupação​
Na Bahia, dos 1.090 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 475 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 44%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 462 leitos exclusivos para o coronavírus, 255 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 55,2%.
Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.​
Exames​
O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 28.720 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 12 de maio de 2020. Atualmente, 2.029 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.​
Óbitos​
A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) contabiliza 225 mortes pelo novo coronavírus em 38 municípios. Esses números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17h desta terça-feira (12).  ​
215º óbito – homem, 69 anos, residente em Itabuna, comorbidades: doenças cardíacas crônicas, veio a óbito no dia 05/05, em hospital filantrópico de Itabuna.​
216º óbito – mulher, 86 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 04/05, em hospital da rede pública de Salvador.​
217º óbito – mulher, 46 anos, residente em Salvador, comorbidades: doenças cardiovasculares e diabetes, veio a óbito dia 08/05, em hospital da rede privada de Salvador.​
218º óbito – homem, 44 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 10/05, em hospital da rede privada de Salvador.​
219º óbito – mulher, 87 anos, residente em Salvador, comorbidades: diabetes e doença cardiovascular, veio a óbito dia 09/05, em hospital da rede pública de Salvador.​
220º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, comorbidades: doença pulmonar obstrutiva crônica, doença arterial coronariana, veio a óbito dia 08/05, em hospital da rede privada de Salvador.​
221º óbito – homem, 64 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes, hipertensão arterial, doença cardiovascular crônica, veio a óbito dia 09/05, em hospital da rede pública de Salvador.​
222º óbito – mulher, 85 anos, residente em Ilhéus, comorbidades cardiopatia, diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 04/05, em hospital filantrópico de Ilhéus.​
223º óbito – homem, 71 anos, residente em Ilhéus, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 05/05, um unidade de pronto atendimento do município de Ilhéus.​
224º óbito – homem, 44 anos, residente em Salvador, comorbidade diabetes, veio a óbito hoje, dia 12/05, em hospital da rede estadual de Salvador.​
225º óbito – mulher, 68 anos, residente em Ilhéus, comorbidades diabetes, hipertensão arterial, doença renal crônica, veio a óbito dia 28/04, em hospital público de Ilhéus.​
​​
Faixa etária​
Quanto ao sexo dos casos confirmados, 50,98% foram do sexo feminino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 25,73% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 e mais (772,07/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos (695,69/1.000.000 habitantes).​
A Sesab ressalta que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. O boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, está disponível no site da Sesab.

A Bahia registrou 5.546 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). Considerando o número de 1.384 pacientes recuperados e 198 óbitos, 3.964 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

O boletim epidemiológico registra 10.864 casos descartados e 20.085 notificações. Até o momento, 623 profissionais de saúde tiveram diagnóstico positivo para Covid-19. A redução de 23 casos em relação ao último boletim justifica-se pela identificação de pacientes em duplicidade no momento da integração das diversas bases de dados.

Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 198 mortes pelo novo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (3); Camaçari (3); Capim Grosso (3); Catu (1); Coaraci (1); Feira de Santana (2); Gandu (1); Gongogi (2); Ibirataia (1); Ilhéus (11); Ipiaú (2); Itabuna (6); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié (2); Jitaúna (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Paramirim (1); Ribeira do Pombal (1); Salvador (128); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vera Cruz (1); Vereda (1) e Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 12 horas deste domingo (10).

197° óbito: mulher de 80 anos, residente em Paramirim, com histórico de doença pulmonar. A paciente estava internada em um hospital público no município de Vitória da Conquista, vindo a falecer ontem (9).

198° óbito: homem de 67 anos, residente em Salvador, sem histórico de comorbidades. O paciente estava internado em um hospital público na capital baiana, vindo a falecer em 7 de maio.

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.


O governador Rui Costa respondeu a uma nova série de perguntas feitas pelos internautas sobre o combate ao coronavírus na Bahia, durante a transmissão do Papo Correria, no início da noite desta terça-feira (5). Uma das principais novidades desta edição foi o anúncio da convocação de médicos de todo o Brasil, com situação regularizada, para atuarem em unidades da rede pública de saúde estadual.


Por volta das 16h20 desta segunda-feira, 04, homens a bordo de dois carros abriram fogo contra a equipe da barreira sanitária para enfrentamento do Covid-19, na cidade de Barra do Choça, cidade localizada a 35 quilômetros de Vitória da Conquista. A barreira está instalada no acesso à cidade de Planalto.

No vídeo é possível ver uma caminhonete Fiat Toro chegando na frente da barreira e depois um Fiat Siena aproximando. O carro chega a bater o retrovisor na estrutura do toldo, antes dos disparos. Uma profissional da equipe de saúde e uma guarda municipal ficaram feridas.

As vítimas foram encaminhadas ao Hospital de Base de Vitória da Conquista.

A Polícia Civil investiga a motivação do crime.

Texto:Blitz Conquista


Não adiantou a medida tomada para manter as pessoas distanciadas nas filas da Caixa para recebimento do auxílio emergencial em Santo Antônio de Jesus.

Mesmo com as marcações no chão para dar o limite, as pessoas marcaram seus lugares na fila com objetos e se aglomeraram no passeio. São objetos como capacetes, sombrinhas, garrafas, entre outros, dispostos no local onde eram para estar as pessoas.

Cenas de aglomeração em filas para receber o auxílio da Caixa vem se repetindo em todo o país, o que exigiu tanto da Caixa, quanto das prefeituras, medidas para evitar que o problema se repita.

Fonte: Toda Bahia


O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta amarelo de chuvas intensas na região Sul da Bahia.

O alerta teve início na tarde deste domingo (03). De acordo com o alerta, pode ter chuvas entre  20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Em caso de rajadas de vento: (não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda).
* Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.
* Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Confira a previsão


O policial militar Derval Ivo Neto, integrante da 38ª Companhia Independente de Polícia Milita de Bom Jesus da Lapa, região Oeste do Estado, foi encontrado morto com um tiro na cabeça. As primeiras informações colhidas pela reportagem do site Radar Guanambi é que Derval teria cometido suicido. Ele teria atirado contra a própria cabeça na manhã desse sábado (02), no povoado do Juá.

 

Ele se deslocava da cidade de Riacho de Santana para Bom Jesus da Lapa para assumir os serviços, quando tomou a atitude trágica. As informações sobre a morte do soldado ainda são poucas e estão sendo apuradas pela própria Polícia Militar e Polícia Civil, para esclarecer o que ocorreu ou motivou a atitude do policial. A polícia Civil de Bom Jesus da Lapa já instaurou um inquérito policial para apurar a motivação. A Polícia Militar da Bahia, através do Comando da 38ª CIPM de Bom Jesus da Lapa comunica com pesar o falecimento da policial militar Derval Ivo Neto, que teria cometido suicídio na manhã deste sábado(2), no povoado do Juá, quando se deslocava da cidade de Riacho de Santana para Bom Jesus da Lapa para assumir os serviços. Veja a nota da 38ª CIPM:

A Polícia Militar, através do Comando da 38ª CIPM, lamenta profundamente o falecimento da soldado Derval Ivo Neto. O policial militar era lotada na 38ª CIPM de Bom Jesus da Lapa.

Parte de forma precoce, deixando entre seus superiores e pares o exemplo de policial dedicado, cumpridor de suas missões, tendo honrado à farda na execução da nobre missão de manter a ordem e a segurança da sociedade.

O Comando da 38ª CIPM, Oficiais, Praças e Funcionários Civis apresentam sentidas condolências pela perda do policial. Deus conforte toda a família neste momento de dor e sofrimento.

O comandante da 38ª CIPM, Tenente Coronel Normanha, afirma que todas as medidas legais estão sendo tomadas pela Polícia Militar. Informações do Blog do Sena


A Bahia registra 3.267 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). Considerando o número de 715 pacientes recuperados e 123 óbitos, 2.429 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

O boletim epidemiológico registra 7.930 casos descartados e 14.869 notificações. Existem hoje 203 profissionais de saúde com diagnóstico positivo para Covid-19. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 123 mortes pelo novo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu (1), sendo que a paciente foi contaminada na capital baiana; Feira de Santana (1); Gongogi (2); Ilhéus (5); Ipiaú (2); Itabuna (5); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5), um dos óbitos era residente no Rio de Janeiro; Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Salvador (78); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vitória da Conquista (3).

Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 12h horas deste sábado (2).

118° Óbito: mulher de 71 anos residente em Maraú. Com histórico de hipertensão, apresentou os primeiros sintomas no dia 21 de abril, indo a óbito na última quinta-feira (30), em um hospital público no município de Ilhéus.

119° Óbito: homem de 83 anos residente em Buerarema. Apresentou os primeiros sintomas no dia 20 de abril e foi a óbito no dia 28, em um hospital público de Itabuna. O paciente tinha histórico de hipertensão e diabetes.

120° Óbito: mulher de 41 anos residente em Itabuna. Apresentou os primeiros sintomas no dia 11 de abril e foi a óbito em um hospital público de Itabuna, no último dia 27. Não tinha registro de comorbidades.

121° Óbito: mulher de 56 anos residente em Itabuna. Apresentou os primeiros sintomas no dia 29 de abril e foi a óbito, em um hospital público de Itabuna, no último dia 22. Ela tinha histórico de doença renal crônica, diabetes e cardiopatia.

122° Óbito: mulher de 90 anos residente em Salvador. Apresentou os primeiros sintomas no dia 18 de abril e foi a óbito, em um hospital filantrópico da capital, na última sexta-feira (1º). Ela tinha histórico de doença renal crônica e hipertensão.

123° Óbito: mulher de 61 anos residente em Salvador. Apresentou os primeiros sintomas no dia 6 de abril e foi a óbito, em um hospital privado da capital, na última sexta-feira (1º). Ela tinha histórico de doença pulmonar obstrutiva crônica.

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Um novo boletim com a descrição detalhada do local de ocorrência dos casos será publicado a partir das 17h de hoje.


A Bahia registra 3140 casos confirmados de Covid-19, o que representa 21,3% do total de casos notificados no estado. Considerando o número de 697 pacientes recuperados e 117 óbitos, 2.326 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.​

Os casos confirmados ocorreram em 137 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,54%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são: Ilhéus (1336,81) Uruçuca (1072,18), Itabuna (923,92), Coaraci (765,02) e Salvador (694,55).​

O boletim epidemiológico registra 7.931 casos descartados e 14.743 notificações em toda a Bahia. Esses dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.​

Taxa de ocupação​

Na Bahia, dos 791 leitos disponíveis do Sistema único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 306 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 39%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 318 leitos exclusivos para o coronavírus, 159 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 50%. Novos leitos serão abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.​

Óbitos​

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) contabiliza 117 mortes pelo novo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu (1), sendo que a paciente foi contaminada na capital baiana; Feira de Santana (1); Gongogi (2); Ilhéus (5); Ipiaú (2); Itabuna (3); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5), um dos óbitos era residente no Rio de Janeiro; Nilo Peçanha (1); Salvador (76); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vitória da Conquista (3). Esses números contabilizam todos os registros de janeiro até às 17h horas desta sexta-feira (1º).​

115° Óbito: mulher de 71 anos residente em Salvador. Apresentou os primeiros sintomas no dia 12 de abril, indo a óbito no dia 30 de abril, em um hospital público da capital. Ela tinha doença cardiovascular, hipertensão arterial e diabetes.​

116° Óbito : homem de 49 anos residente em Ilhéus. Apresentou os primeiros sintomas no dia 14 de abril e foi a óbito no dia 30 de abril em um hospital público de Salvador. Não tinha registro de comorbidades.​

117° Óbito: homem de 45 anos residente em Salvador. Apresentou os primeiros sintomas no dia 10 de abril e foi a óbito em um hospital provado da capital no dia 30 de abril. Não tinha registro de comorbidades.​

Faixa etária​

Quanto ao sexo dos casos confirmados, 58,78% foram do sexo feminino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 27,39% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos ou mais (469,61/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos (374,87/1.000.000 habitantes).​

A Sesab ressalta que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. O boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, está disponível no site da Sesab


Não haverá festejos juninos na Bahia, este ano. O anúncio do cancelamento do São João, em 2020, foi feito pelo governador Rui Costa, durante o Papo Correria desta terça-feira (28), que ainda tratou de outras medidas relacionadas ao combate do coronavírus, no território estadual. Uma delas é a nova prorrogação do decreto que determina a suspensão das atividades escolares, nas redes pública e privada, por mais 15 dias, a partir de 3 de maio.

Acompanhado pelo secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, Rui destacou que as ações são motivadas pelo atraso na chegada dos respiradores adquiridos pelo governo baiano para a montagem de 1,3 mil leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19, em todo o estado. “Se as projeções se mantiverem, até o final de maio, serão necessários, ao menos, mil leitos exclusivos para tratamento da Covid-19. Compramos respiradores de diferentes fornecedores justamente para garantir a chegada dos equipamentos, mas, até o momento, nenhuma das cargas chegou, impedindo a montagem desses novos leitos para pacientes com sintomas graves da doença”, explicou.

Para o governador, este cenário impede o relaxamento das medidas restritivas, inclusive a volta às aulas e a realização das festas juninas, este ano. “Com todos os dados que possuímos, é possível anunciar que, em 2020, não haverá festejos juninos em qualquer cidade da Bahia. Se permitirmos a realização de festas, em qualquer um dos municípios, é possível que pessoas de cidades vizinhas e até mais distantes queiram fazer esses deslocamento e este não é o momento para grandes aglomerações”, avaliou Rui, que também informou que “a princípio, as atividades letivas serão adiadas por mais 15 dias, período que deve ser suficiente para a chegada dos respiradores e, ainda, para acompanhar a progressão da doença em todo o território estadual”.

Máscaras no Metrô
Outro assunto abordado por Rui Costa foi a obrigatoriedade do uso de máscaras no sistema metroviário da capital baiana. “A partir de segunda-feira [04], será obrigatório uso de máscaras no metrô. Contratamos a confecção de três milhões de máscaras de tecido, envolvendo diversas cooperativas de costureiras distribuídas nos quatro cantos da Bahia. Já distribuímos 75 mil unidades e vamos receber mais 170 mil até esta sexta, que serão entregues para a população, inclusive nas estações do metrô”.

Ainda sobre o metrô, Rui contou que câmeras que medem a temperatura corporal serão instaladas e passarão por fase de testes. “Trata-se de mais uma medida para reduzir a contaminação no transporte público. Uma câmera só é capaz de varrer uma grande área e equipes de saúde estarão a postos para orientar as pessoas que apresentarem altas temperaturas”, detalhou.

Repórter: Renata Preza


Nossos parceiros