Aconteceu na noite desta quarta-feira (25/03), por meio de um aplicativo de vídeo, uma reunião entre os onze vereadores do município de Itajuípe-BA. A proposta em pauta, aprovada por unanimidade, foi a doação de parte dos salários dos edis para contribuir com os trabalhos do Poder Executivo diante da pandemia do Coronavírus (COVID-19).

A ideia é que a verba repassada seja revertida em cestas básicas e material de higiene pessoal, beneficiando famílias carentes, autônomos, comerciantes e demais pessoas atingidas por esta crise.

Para o Presidente do Poder Legislativo, Vereador Roney Adriel (PODEMOS): “Sabemos que este auxílio não será suficiente para sanar todas as demandas desta crise de saúde pública, humanitária e financeira instaurada pelo coronavírus, porém, nós onze, enquanto representantes do povo, entendemos que precisamos nos unir e contribuir de todas as formas para a prevenção e o combate, mas também no amparo a estas famílias.”, afirmou.

A medida será adotada até o fim da pandemia. Fonte: Camaraitajuipe


O procurador-geral da República, Augusto Aras, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para que os R$ 51 milhões apreendidos no bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima sejam destinados ao combate ao coronavírus.

No pedido, Aras pontua que, “tendo em vista a crise na saúde pública decorrente da pandemia vivenciada, o caráter fungível dos valores pecuniários apreendidos, bem como a orientação para o emprego de recursos obtidos a partir de condenações penais no combate à doença, vislumbra-se a possibilidade de se destinar, desde logo, os valores apreendidos no endereço vinculado aos réus [Geddel e seu irmão, Lúcio Vieira Lima] à aquisição de materiais e equipamentos médicos”.

Aras recomendou ainda que seja negado o pedido de Geddel para que ele seja solto. A PGR constatou que Geddel fica numa cela individual e não corre risco de contrair o coronavírus.

bahia.ba

 


Anúncios



Durante uma live ao vivo com os prefeitos da Bahia, pelo YouTube, o Governador Rui Costa disse que é contra o bloqueio de rodovias estaduais por gestores municipais.

O posicionamento contra do governador foi após uma pergunta de um prefeito baiano sobre o fechamento das rodovias, que estão sendo adotadas por alguns gestores em prevenção ao coronavírus. De acordo com o governador, essa ação pode colocar a Bahia em colapso. Ele ainda acrescenta que o correto é controlar a entrada e saída de pessoas, medindo a temperatura de cada um.

Assista a transmissão ao vivo;


O primeiro paciente curado do coronavírus em Salvador deixou uma carta emocionada, agradecendo a toda equipe médica do Hospital da Bahia, local onde ele estava internado.

“Deus no comando! Deus acima de tudo! Luz, luz! E que Deus os abençoe sempre! Me parece que falta pouco para a minha liberação pela equipe médica. Agradeço a todos, sem exceção, pelo tratamento ultraprofissional e pelo carinho dispensado por todos vocês. Enfrentei com coragem e determinação o tratamento, considerando cada dia um dia a mais que Deus me oferecia”, diz um trecho da carta.

O paciente tem 72 anos e estava na ala de terapia intensiva, com quadro de saúde grave. Ele deve receber alta nesta quinta-feira (26) e segue para isolamento domiciliar.

Veja carta:


Nenhum caso de coronavírus (Covid-19) foi confirmado na Bahia na tarde desta segunda-feira (23). A Bahia totaliza 63 pacientes confirmados com coronavírus, 725 foram descartados e não há óbitos registrados. Todos os casos foram importados ou de transmissão local.
Os municípios com casos positivos são estes: Salvador (37), sendo que um caso é importado, visto que o paciente reside na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte; Porto Seguro (8); Feira de Santana (6); Lauro de Freitas (3); Prado (2); Itabuna (1); Camaçari (1); Barreiras (1); Conceição do Jacuípe (1); Juazeiro (1); Jequié (1 – caso importado de São Paulo); Brumado (1 – caso importado de Belo Horizonte).

O governador Rui Costa reafirmou a suspensão dos transportes intermunicipais na Bahia durante reunião, na manhã deste domingo (22), na Governadoria, com secretários e representantes de órgãos estaduais. “Eu quero reafirmar que, na Bahia e no Nordeste, nós vamos continuar com essas ações. Vamos inclusive entrar com uma ação para discutir a inconstitucionalidade da Medida Provisória do presidente. É preciso que o Governo Federal cuide da vida das pessoas”, afirmou.

Rui também cobrou que o Governo Federal amplie o credenciamento de hospitais no SUS. “Se é para discutir a atribuição, deveria ser obrigação do Governo Federal credenciar os hospitais do SUS. Nós estamos há mais de dois anos com hospitais na Bahia funcionando sem nenhum repasse do SUS, com 100% de recursos do Estado. É preciso que o Governo Federal faça alguma coisa, se não conseguir fazer, que pelo menos não atrapalhe os estados que estão tentando salvar vidas”.

Durante a reunião, segundo Rui, foi feito um check list das ações das diversas secretarias. “Estamos aqui no gabinete, neste domingo, fazendo uma reunião com toda a equipe para ver o andamento das providências de garantia de leitos hospitalares para os pacientes que vierem infectados pelo coronavírus. Já fizemos aqui a verificação de vários hospitais, vamos reativar também UPA’s no interior do estado, ou seja, nossa equipe está adotando as providências”.

Participam da reunião os secretários da Saúde, Fábio Vilas-Boas; do planejamento, Walter Pinheiro; de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti; de Administração Penitenciária, Nestor Duarte; da Administração, Edelvino Góes, e outros representantes de secretarias e órgãos.


Oito casos de coronavírus (Covid-19) foram confirmados na Bahia nas últimas 12 horas, sendo diagnosticados pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA). Todos os casos são importados ou de transmissão local. Com estes casos, a Bahia totaliza 49 pacientes confirmados com coronavírus, 601 foram descartados e não há óbitos registrados.

Os municípios com casos positivos são estes: Salvador (28), sendo que um caso é importado, visto que o paciente reside na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte; Porto Seguro (7); Feira de Santana (6); Lauro de Freitas (3); Prado (2); Itabuna (1); Camaçari (1); e Barreiras (1). Todos os pacientes encontram-se em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução respiratória e de contato.

Ressalta-se que os números são dinâmicos e na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Um novo boletim, com dados atualizados, será divulgado às 17 horas de hoje (22).

É importante pontuar que o paciente com diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave. A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades da atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital.

Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). Na suspeita de Covid-19, é necessária a coleta de uma amostra que será encaminhada para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA). Para confirmar a doença, é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o genoma viral. O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de amostra, que está indicada sempre que ocorrer a identificação de caso suspeito. Outras informações podem ser obtidas no link: www.saude.ba.gov.br/coronavirus.

Diagnóstico laboratorial de infecção pelo SARS-CoV-2

Pacientes com suspeita de COVID-19 devem ter amostras coletadas e enviadas para o Lacen-BA quando estiverem em um dos seguintes critérios abaixo-relacionados:

1. Pacientes com sinais de gravidade, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou internados;
2. Pacientes sem sinais de gravidade contactantes de caso de COVID-19 suspeito ou confirmado, ou com histórico de viagem recente ao exterior em países com circulação do SARS-CoV2, e regiões do país com transmissão comunitária sustentada;;
3. Profissionais de saúde com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
4. Gestantes com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
5. Pessoas com febre, suspeitas de infecção, triadas nos Aeroportos, Portos e nas Estradas

Observação: pacientes que não se enquadrem nas situações acima não tem indicação para coleta de amostras


O secretário de Saúde do estado da Bahia, Fábio Vilas Boas, confirmou na tarde desta quinta-feira (19) o 30º caso confirmado do novo coronavírus na Bahia. A informação foi passada durante uma live feita agora pela tarde. Não foi divulgado se os três novos casos foram em Salvador ou no interior do estado.

Segundo Vilas Boas, o número de infectados deve chegar a 100 no próximo final de semana, já que o vírus tem um crescimento de cerca de 50% a cada dia. No momento, são 998 suspeitos no estado, esperando o resultado do exame de confirmação.

O novo coronavírus é o causador da doença Covid-19. Apesar da taxa de letalidade baixa, idosos e portadores de doenças crônicas podem vir a correr risco de vida em caso de contaminação. A proliferação do vírus pode ser freada com uma série de medidas simples, como higienizar as mãos constantemente.


Durante transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quarta-feira (18), o governador Rui Costa sugeriu que os prefeitos dos municípios baianos distribuam cestas básicas aos estudantes carentes. Como este é um ano de eleições municipais, Rui fez a ressalva para o processo ocorra de forma transparente, com amparo de órgãos de controle, a exemplo do Ministério Público Estadual e da Procuradoria-Geral do Estado.


O governador Rui Costa (PT) sinalizou em entrevista coletiva nesta quarta-feira (18) que irá proibir a entrada e a saída de pessoas nas cidades que confirmaram casos de Covid-19 por 10 dias. Os detalhes do decreto não foram fechados, mas, de acordo com o governador, será proibido o trânsito de ônibus, vans e veículos de transporte público que partem ou chegam de Salvador, Porto Seguro, Feira de Santana e Prado.

A partir de quinta (19), 0h, ficará proibida a chegada de veículos nas cidades com casos da doença. Já na sexta (20), não será mais permitida a saída de transportes dessas cidades. A medida tem como objetivo evitar o trânsito de pessoas de cidades com casos do covid-19 como forma de combater a proliferação do vírus. O governador ainda declarou que uma fiscalização conjunta feita com a Polícia Militar e Polícia Rodoviária será feita para garantir o cumprimento do decreto.

“As polícias vão agir e aqueles veículos que forem pegos fazendo transporte entre as cidades vão ser levados para o pátio do Detran ou para a quadra do quartel da PM”, disse Rui. O governador deve divulgar em breve mais detalhes do decreto.

De acordo com o último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), desta terça-feira (18), a Bahia registra 14 casos confirmados de infecções pelo Covid-19 nos municípios de Salvador, Feira de Santana, Porto Seguro e Prado