O maranhense Manoel Gomes, autor do hit “Caneta Azul”, deu início na tarde de hoje (28), ao processo de registro dos direitos autorais da música que viralizou nos últimos dias.

Manoel se dirigiu a um cartório, acompanhado de seu advogado Arnaldo Gomes, e aproveitou para solicitar também o registro de outra composição de sua autoria, chamada de “Vou Deixar de Ser Besta”.

O cantor e compositor do Manoel Gomes, é natural de Balsas, município que fica a 816 km da capital maranhense.

Desde que foi publicado, o vídeo em que Manoel canta “Caneta Azul” caiu no gosto dos internautas, que não conseguem mais tirar música da cabeça. O que chama atenção no vídeo, além da letra da música, é a forma como o balsense interpreta a canção.

O vídeo original de Caneta Azul no YouTube já tem quase 3 milhões de visualizações.


“Caneta Azul, Azul Caneta, Caneta Azul tá marcada com minha letra”. É bem provável que você já tenha se deparado com as estrofes que mais estão bombando no Brasil nos últimos dias – seja por aplicativo de mensagens, ou por posts nas redes sociais.

A canção, do maranhense Manuel Gomes, caiu nas graças dos internautas talvez pela letra meio sem sentido ou pelo jeito peculiar dele cantar. Ao que o próprio enredo sugere, a história teve início quando Manuel perdeu a sua caneta azul que, segundo ele, estava marcada com suas ‘letras’, no momento que estava a caminho da escola.

 

Memes

Depois de o vídeo com a versão original ter viralizado, diversas versões da canção já circula nas redes sociais, desde forró até remixado. Vale lembrar que no verão passado o sucesso ‘Jenifer’, de Gabriel Diniz, foi ascendido pela febre que virou no ambiente virtual. Será que ‘Caneta Azul, Azul Caneta’ será o hit do próximo verão?

View this post on Instagram

Minha música nova❤#canetaazulazulcaneta

A post shared by Manoel Gomes caneta azul (@manoelgomesma) on


Um homem que não teve seu nome divulgado tentou cometer suicídio e o motivo foi, no mínimo, curioso. Segundo ele, sua motivação para tentar acabar com a própria vida se deu no fato de que ele era apaixonado pela atriz Bruna Marquezine.

Segundo um vídeo que circula na internet, o próprio homem confirmou a versão de sua tentativa de suicídio. Enquanto populares marcavam presença num local aberto, o suposto suicida pulava um muro para fora enquanto policiais acompanhavam de perto.

“Por que tu subiu em cima dessa torre, que que tu queria fazer aí homem de Deus? “, perguntou um homem que estava filmando a situação. A resposta foi surpreendente. “Eu queria me matar porque eu sou apaixonado pela Bruna Marquezine, a mulher do Neymar”.

View this post on Instagram

Amadoh?

A post shared by Alfinetadas Dos Famosos 📌 (@alfinetei) on


Duas semanas depois do único eclipse solar de 2019, os brasileiros terão a chance de acompanhar um eclipse lunar parcial. Nesta terça-feira (16), será possível assistir ao fenômeno de qualquer canto do Brasil. Eventos como estes acontecendo em curtos intervalos de tempo são raros. Diferente do eclipse solar, o eclipse lunar não precisa de equipamentos sofisticados para ser observado, podendo ser admirado até a olho nu. A extensão deste eclipse será tão grande que os únicos lugares que não conseguirão ver o fenômeno são a América do Norte e a Sibéria.

No eclipse parcial, como o dessa terça-feira, o alinhamento entre o Sol, a Terra e a Lua não é perfeito, o que significa que apenas uma parte da Lua acaba coberta. No caso de um eclipse total a Lua fica completamente escondida graças ao alinhamento perfeito entre as três partes. O eclipse começará cedo e estará visível assim que a Lua ‘nascer’, por volta das 17h30 (de Brasília). O ápice do fenômeno será às 18h30 e o final por volta das 20h. Em algumas cidades do Brasil, grupos estão organizando encontros onde serão disponibilizados telescópios e binóculos para que a população consiga acompanhar o fenômeno. Em Boa Vista (RR), o Clube de Astronomia e Ciência de Roraima marcou o enc.


Não estranhe se a sua timeline neste fim de semana estiver lotada de fotos de amigos mostrando como eles se pareceriam daqui a uns 60 anos: é mais um viral da internet que está fazendo sucesso no mundo todo, especialmente no Brasil. Na esteira do Snapchat com o filtro de bebê, a lógica foi invertida: agora as pessoas querem mostrar como se pareceriam mais idosas. Para isso, estão usando um aplicativo chamado “FaceApp”, que diz utilizar inteligência artificial para otimizar fotos.

O aplicativo, que na versão para iPhone pede permissão apenas para acessas as fotos do usuário no celular e a câmera, entrou para as “tendências” da App Store e já atingiu o primeiro lugar entre os aplicativos de foto/vídeo mais baixados no momento – à frente de gigantes como Instagram, YouTube e Snapchat. Resta só saber se as fotos editadas não vão ser usadas para treinar máquinas, já que isso é uma coisa que tem se tornado tendência entre empresas de tecnologia. É sempre bom tomar cuidado com os dados que você compartilha por aí.

Como usar? Para participar da febre, é bem simples. Vamos lá: Você primeiro precisa baixar o aplicativo. Ele tem versões para iOS e Android. Abra o aplicativo e ignore a sugestão de assinatura dele. As versões pagas, que oferecem mais filtros e recursos, variam entre assinaturas de US$ 4 (cerca de R$ 16, mensal) e US$ 40 (cerca de R$ 160, válida para a vida inteira) O FaceApp então pedirá acesso às suas fotos. Aceite, se quiser usar os filtros. Selecione a foto que você quer editar. O aplicativo irá processar a foto para aplicar os filtros. Agora selecione o filtro que você quer no carrossel na parte de baixo do aplicativo. As opções são várias: filtro que deixa mais velho, filtro.


Entretenimento

O programa Pânico só ficará no ar até o fim do ano de 2017 na TV Bandeirantes. Segundo o colunista do portal UOL, Flávio Ricco, o fim do programa é atribuído à baixa audiência e aos custos.

O reaproveitamento dos integrantes e as pendências do Pânico estão sendo resolvidas pelos diretores da emissora.


Dedé Santana, o eterno Trapalhão, ainda passa por grandes dificuldades na área financeira. O ator, ao que parece, não soube administrar o dinheiro que ganhou ao longo da carreira e agora conta com a ajuda de um amigo famoso.

Segundo o jornal “O Dia”, o humorista está com problemas para pagar suas contas. Quem o ajuda é Renato Aragão, o Didi, que paga seu plano de saúde. E a despesa não é barata, já que o veterano está com 81 anos.

Ao “Domingo Espetacular”, da Record, em maio de 2016, Dedé já havia confirmado sua crise financeira. “Eu errei na administração da minha carreira. Eu administrei muito mal. O Didi, como é advogado e foi bancário, soube administrar a carreira dele: onde comprar, onde investir o dinheiro dele, tudo. Ele soube encaminhar o que ganhou, fazer as economias necessárias. Já eu joguei muito dinheiro fora”, contou.

E garantiu: “Se eu tiver qualquer problema, pego o telefone e digo: ‘Didi, o Dedé está precisando disso’. O que eu precisar dele, vem na hora. Eu fiz umas negociações há pouco tempo e aí veio a crise. Na mesma hora eu liguei: ‘Deposita aí e tal’. Não tem erro!”.

 


O psicólogo Alexandre Saadeh, foi convidado nesta sexta feira (17) de fevereiro ao programa da rede globo no encontro com Fátima Bernardes, para falar sobre crianças transgêneras.

Na oportunidade a apresentadora recebeu a convidada Alexsandra, mãe da Isabela, de 10 anos, que nasceu menino, mas nunca se identificou com o gênero de nascimento.

Só que essa edição do programa está gerando muita polêmica nas redes sociais por ser um tema de extrema complexidade no que se refere a sexualidade.

Em sua rede social o jovem Lucas Henrique, fala da atitude do programa.

“Essa foi a merda do dia …
A senhorita Fátima Bernardes está desenformada , nasceu menino e descobriu menina???
Opinião a parte ,mas o que ela tem apelado não é brinquedo não, as pessoas não tem direito de fazer isso com as crianças , isso me deixa puto
A opção de cada um seja escolhida , e nós devemos respeitar as pessoas sem preconceito , mas não vamos propor isso as crianças …”. Relatou.


A lei garante que em cada viagem interestadual de ônibus, duas vagas gratuitas são reservadas para jovens entre 15 e 29 anos, e se esgotadas, outras duas vagas são oferecidas com 50% de desconto. Mas nem todo mundo sabe disso.

Para garantir o direito, basta o jovem apresentar a Identidade Jovem, documento virtual emitido pela internet, dentro do prazo de validade, junto a um documento oficial de identificação com foto.

Previsto no Estatuto da Juventude, o direito foi regulamentado pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e é necessário possuir o ID Jovem, para usar a identidade não é preciso imprimi-la. Basta apresentar a imagem do cartão na tela do celular no momento da aquisição do bilhete ou ingresso, acompanhada de documentação oficial com foto.

Para ter direito o jovem precisa ter renda de até dois salários-mínimos e ser inscrito no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal), a ID Jovem pode ser solicitada pela internet ou por aplicativo de celular (Veja aqui).

Segundo o governo federal, mais de 18 milhões de jovens devem ser contemplados com esse benefício e com a garantia da meia entrada em eventos culturais e esportivos assegurada também com a Identidade Jovem. O funcionamento da meia-entrada artística-cultural e esportiva é semelhante ao já conhecido da Carteira de Identificação Estudantil.

Para usar o benefício, basta apresentar a ID Jovem no momento da aquisição do ingresso e na portaria ou na entrada do local de realização do evento, acompanhada sempre de documento oficial com foto.

Se o direito não for garantido, o usuário pode procurar pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), que tem postos de atendimento em muitas rodoviárias. O benefício integra o Direito à Cultura e o Direito ao Território e à Mobilidade, do Estatuto da Juventude (Lei nº 12.852/2013).

Fonte: portal R7

Por blog do edyy