O final de semana foi de muita alegria e emoção no Estádio Davi Rego em Potiraguá. Com dois grandes jogos que ocorreram no período da manhã e outro no período da tarde, a multidão lotou o campo de futebol no bairro Monom neste domingo (08).

Pela manhã foi a disputa do Campeonato Master e pela tarde foi a 2º rodada do Municipal.

Com o placar de 1 a 1 no tempo regulamentar os times Itaimbé X Potiraguá foram para a disputa nos pênaltis, e que teve o Time das Populares a equipe vencedora.

Sendo uma realização da Prefeitura Municipal de Potiraguá, o Campeonato Municipal vem trazendo muita alegria, renda e muitos agradecimentos ao gestor municipal e ao Secretário de Administração Diego Cheles, por estar à frente deste evento esportivo que tanto traz benefícios e renda aos moradores da cidade.

Com uma presença em massa de uma torcida bem organiza e linda de se ver, foi possível ver os jogadores em campo jogando com todo entusiasmos que vinha da torcida na arquibancada.

Presença marcante também neste evento de Juninho Chapisquinha, que por sua vez é um grande amigo e conterrâneo da nossa querida Potiraguá, sempre mostrando os graves do seu Som-do-Paredão.

Muitos familiares trouxeram seus filhos para brincar nos pula-pulas que  foram montados ao lado do estádio, apesar que já está próximo do dia das crianças, os Pais não perderam tempo e puderam dar aos filhos um momento de lazer antecipado ao filhos.

Assista aos vídeos gravados pela equipe do Blog do Edyy e em seguida confira quem posou para os fleches do Blog.

 

 

 

 


Art Ball e Populares irão disputar a grande final do Campeonato Municipal neste domingo (17), no Estádio Davi Rego na cidade de Potiraguá.

Com início previsto para as 15:00 hrs, o Estádio Davi Rego promete ficar pequeno com a grande presença das torcidas que irão representar os seus respectivos times.

Vale apena lembrar também, que, este campeonato municipal vem trazendo uma grande movimentação no comércio, que por sua vez alguns barraqueiros levam grandes variações de bebidas à comidas para ser vendidos no campo e levar mais comodidade e lazer para os torcedores.

Compareça e leve a sua torcida.

 


Cenas lamentáveis tomaram conta do estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, neste sábado (08), após vitória do Flamengo sobre o Vasco por 1 a 0, em duelo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após o apito final, a torcida do Vasco começou a protestas contra a arbitragem, e o clima se descontrolou. Alguns fãs cruz-maltinos ameaçaram invadir o gramado e começaram a jogar objetos, desde copos e garrafas até entulhos e sinalizadores, no gramado.

Com o clima hostil, os jogadores do Flamengo não desceram para os vestiários e ficaram no centro do campo.


Tricolor do Arruda tem a vantagem do empate, enquanto Leão precisa vencer no Arruda

Dono de uma folha salarial que supera a casa dos milhões, o Sport entrou como favorito em todos os três clássicos disputados esse ano contra o Santa Cruz, com orçamento na casa dos R$ 450 mil. Para o quarto, mais decisivo e inflamado deles, porém, a situação se inverteu. Ao ganhar por 2 a 1 o primeiro de dois embates na primeira semifinal da Copa do Nordeste, na Ilha do Retiro, o Tricolor está agora em vantagem pela classificação. Assim, às 21h45 desta quarta-feira, no Arruda, precisará lidar com um protagonismo que ainda não experimentou na temporada diante do Leão. Aos rubro-negros, que ainda não bateram os tricolores na temporada (o clássico soma ainda dois empates por 1 a 1, ambos pelo Estadual), resta uma vitória por dois ou mais gols de diferença para não ser desbancado novamente pelo rival “mais pobre”.

E essa disparidade financeira coloca também uma pressão extra diante dos rubro-negros. Para se ter uma ideia, o valor do elenco do Sport é quase quatro vezes maior do que o do Santa Cruz, de acordo com o site alemão Transfermarkt, especializado no mercado do futebol, com os jogadores leoninos valendo cerca de R$ 120 milhões, contra pouco mais de R$ 34 milhões dos tricolores. Para se ter uma ideia, apenas o meia Diego Souza, presente na última convocação da seleção brasileira, vale R$ 17 milhões, quase metade de todos os corais somados.

O balanço financeiro dos dois clubes também ilustra o abismo das realidades entre ambos. Enquanto o Leão faturou R$ 129,5 milhões em 2016, o Santa Cruz teve no total de receita quase quatro vezes menos (R$ 36,8 milhões). Disparidade que não vem se refletindo em campo. Nem nessa, nem nas últimas temporadas, com os tricolores eliminando os rubro-negros em cinco dos últimos sete mata matas entre os dois clubes.

Além disso, os corais conseguem igualar a disputa, e reforçar seu favoritismo para a vaga na final do Nordestão, quando se é analisado outras estatísticas que se resumem apenas ao futebol. O Leão não marca mais de um gol há quatro jogos, nos quais não conseguiu sair vitorioso de nenhum. O que significará eliminação caso se repita esta noite.

 


Quem deu o primeiro passo em direção a vaga na grande final da Copa do Nordeste foi o Santa Cruz. Neste sábado (29), na Ilha do Retiro, os tricolores conseguiram fazer um jogo bastante tático e bateram o Leão pelo placar de 2×1. O primeiro gol do jogo foi marcado por Léo Costa. Os rubro-negros chegaram a igualar a partida ainda no primeiro tempo, com Diego Souza, de Pênalti. Mas na etapa final, Halef Pitbull deu números finais ao jogo.

Com o resultado, os tricolores podem até perder por 1×0, no jogo da volta, para se garantirem na decisão do Regional. O Sport precisa vencer, no Arruda, com pelo menos três gols de diferença – ou marcar mais de três vezes e dois diferença. A repetição do placar em favor do Leão leva a decisão para os pênaltis.

O jogo de xadrez tático entre Sport e Santa Cruz ficou bem claro em ambas as posturas durante o jogo. O Leão foi escalado com três volantes e três homens no campo ofensivo. Essa ideia possibilitou os avanços do time nas duas laterais de campo, e as principais jogadas ofensivas dos mandantes foram criadas pelo setor. Já Vinícius Eutrópio mandou para a Ilha do Retiro um Tricolor formado com três homens de criação no meio de campo. O povoamento se viu presente. Tanto é que no início da partida, os visitantes chegaram a ter maior posse de bola. Alem desses fatos, o que se viu na Ilha do Retiro foi um jogo pegado, com muitas faltas. Nenhum cartão, no entanto, foi mostrado na etapa inicial.

Este fato, no entanto, não interferiu na ofensividade das duas equipes. Ao todo, o Sport finalizou oito vezes, enquanto que o Santa Cruz levou perigo à meta adversária em cinco oportunidades. Uma delas, inclusive, foi necessária para a abertura do placar. Aos 32 minutos, o meia Léo Costa chegou de surpresa na área e cabeceou uma bola levantada por Thomás. Festa tricolor na Ilha do Retiro. A desvantagem fez o Leão tentar a todo custo o empate. Sete minutos depois, o tento foi anotado. Diego Souza foi derrubado na área por Thiago Costa. A arbitragem marcou o pênalti. Na cobrança, o próprio camisa 87 foi o responsável por igualar o marcador.

Assim como no início do segundo tempo, o Santa Cruz apostou seu jogo em ter maior posse de bola diante do Sport. E durante os 15 primeiros minutos, essa foi a tônica do jogo. O Leão, por outro lado, quando teve a bola, foi mais vertical. E também foi repetida a boa participação dos laterais rubro-negros na construção de jogadas ofensivas rubro-negras.

A busca pelo gol motivou os técnicos a mexerem em seus respectivos setores ofensivos. Enquanto Ney Franco mandou a campo Lenis na vaga de Juninho, Eutrópio abdicou do meia Pereira para a entrada de André Luís. E este último foi o responsável pela jogada do gol tricolor. Aos 32 minutos, o recém-chegado atacante fez uma grande jogada individual, passou por três e deu passe para Halef Pitbull. E o centroavante não perdoou. 2×1.


 

Halef Pitbull está na lista de Vinícius Eutrópio para disputar a semifinal da Copa do Nordeste deste Sábado

Neste sábado, o Sport recebe o Santa Cruz, às 18h30 (de Brasília), na Ilha do Retiro na primeira partida da semifinal da Copa do Nordeste. O confronto será o terceiro encontro entre as equipes nesta temporada, os dois primeiros acabaram em empates por 1 a 1 em duelos válidos pelo Campeonato Pernambucano.

Pelo lado do Sport, uma das principais preocupações é o cansaço de seus atletas. Disputando quatro torneios de fórmula mata-mata simultaneamente, as decisões estão sendo comuns no calendário do Leão da Ilha. Apesar das dificuldades, o técnico Ney Franco não deve poupar jogadores no clássico deste final de semana.

Para o volante Ronaldo, em um clássico decisivo como este, os detalhes são aspectos importantíssimos para garantir a vitória.

“Acho que vai ser um jogo muito igual e que os detalhes é que vão decidir a partida. Para a gente conseguir tirar essa vantagem em cima do Santa Cruz durante os jogos, precisaremos aproveitar os vacilos que eles podem dar e, da nossa parte, não vacilar”, explicou.

Pelo lado dos visitantes, o “Clássico das Multidões” acontece num momento delicado na temporada. O time do Arruda acabou eliminado para o Salgueiro, pela semifinal do Campeonato Pernambucano, e vê o clássico como uma ótima chance de não mergulhar numa crise. E o técnico Vinícius Eutrópio tem boas notícias. O volante Gino e o atacante Julio Sheik treinaram normalmente e estão liberados para o encontro deste sábado.

O único desfalque é o do lateral direito Gabriel Vallés, que já se encontra em fase de transição e já realiza exercícios em volta do gramado. No último trabalho antes do compromisso, Eutrópio colocou em campo a equipe que deve começar a partida, com: Julio Cesar, Vitor, Bruno Silva, Anderson Salles e Tiago Costa; Gino, Elicarlos, Pereira (André Luís) e Léo Costa; Julio Sheik e Halef Pitbull.

Pela outra semifinal, Bahia e Vitória decidem um dos finalistas da competição. No primeiro duelo, realizado na última quinta-feira, melhor para o time rubro-negro, que virou pra cima do rival e triunfou por 2 a 1. O confronto de volta ocorre no próximo domingo, às 16h (de Brasília), na Arena Fonte Nova.


Após dois empates com o então treinador Dhany, um contra a seleção sub 20 de Itapetinga por 2 a 2, contra a seleção de Ribeirão do Largo por 1 a 1 e a derrota contra a Seleção de Vitória da Conquista por 3 a 1 já com o novo treinador Baú no último sábado (22), a Seleção Sub 20 de Potiraguá segue sem ganhar e enfrentará a Seleção de Itambé no próximo dia (06), ” Sábado” no estádio Davi Rego em Potiraguá.

Em conversa com o Blog do Edyy, o treinador Baú disse estar de cabeça erguida mesmo com a derrota contra o Conquista e que recebeu o time encima da hora e não deu tempo organizar e falou em 4 reforços para o próximo jogo contra o Itambé.

Confira abaixo a tabela dos próximos jogos da Seleção Sub 20 de Potiraguá:

Tabela sub 20


A seleção Sub 20 de Potiraguá irá jogar na manhã deste sábado (22), contra a seleção sub 20 de Vitória da Conquista na cidade de Vitória da conquista.

Para a surpresa de muitos o mais novo treinador da Seleção de Potiraguá agora é Baú Cunha, que assumiu a posição após a torcida pedir a retirada do então treinador Dhany, depois da seleção ter empatado duas partidas falidas pelo regional de seleções sub 20.

O novo técnico da seleção de Potiraguá, Baú, também não tem uma boa aprovação da torcida, que por sua vez pedia um treinador mais gabaritado para o cargo.

O principal nome que a torcida queria para o cargo de treinador seria o experiente Peta, um jogador que já possui uma bagagem internacional e nacional, Peta já atuou em vários clubes no Brasil e fora do brasil como na Líbia, o que o deixa em uma situação confortável perante os demais.


Na manhã deste domingo (16), no estádio Davi Rego, a seleção sub 20 de Potiraguá recebeu a seleção sub 20 de Ribeirão do Largo com a esperança de sair com a vantagem em casa na segunda fase da (Copa Sudoeste Sub 20). No finalzinho do primeiro tempo a seleção de Ribeirão do Largo abril o placar, mas no 2º tempo o time de Potiraguá reagiu e jogou de igual pra igual e em uma belíssima cobrança de falta de Ramon, Marcelo botou a bola pra dentro do gol do Ribeirão e conseguiu o empate aos 38 do 2º tempo.