A maior competição de futebol amador do Brasil vai começar em grande estilo. O Campeonato Intermunicipal 2018 será transmitido ao vivo pela Rádio Ativa FM 92.7 direto da cidade de Eunápolis BA para milhões de pessoas interligadas na sintonia e pelo aplicativo rádios net.

Emissora oficial da competição, a Rádio Ativa fará a cobertura da partida de abertura, no próximo domingo (12), entre as seleções de Eunápolis X Macarani. A transmissão para todo estado, será iniciada a partir das 09h30, no Estádio Araujão, com bola rolando as 10h30.

A equipe “olho no lance” composta por Walter Luiz e Tany Santos entrará em campo para mais um show de transmissão pela Rádio Ativa FM 92,7 que vem fazendo este trabalho no intermunicipal desde o ano de 2012 e neste ano de 2018 não poderia ser diferente.

 

A direção da Rádio Ativa FM, através do diretor Luiz Eugênio está muito feliz pelo retorno da dupla Walter Luiz e Tany Santos, nas transmissões dos jogos da seleção de Eunápolis, nos microfones da Rádio Ativa FM.


O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), através da Primeira Câmara Criminal, aceitou denúncia contra o ex-prefeito e ex-deputado estadual Robério Oliveira (PSD) por prática de irregularidades e ilegalidades administrativas no exercício financeiro de 2009, enquanto era prefeito da cidade de Eunápolis.

Ele é acusado de ter cometido três infrações principais: ter dispensado licitação indevidamente, de quase R$ 251 mil envolvendo a empresa Litoral Sul Serviços Especializados, por não se enquadrar em situação emergencial ou calamidade pública; ter fracionado despesas da área de informática, que deveria ter sido realizada em um único processo, no valor de mais de R$ 146 mil, além de não apresentar certidão de regularidade junto ao INSS das empresas participantes e contratação irregular, com inexigibilidade de licitação indevida, de assessoria e consultoria jurídica no valor de R$ 180 mil, que resultou na contratação da Assessoria e Consultoria do Advogado Oziel Bonfim.

A defesa do ex-deputado alegou inépcia da denúncia, afirmando que a ação penal não individualiza a conduta do ex-prefeito. Em decisão colegiada, os desembargadores entenderam que havia, nos processos, “suporte probatório mínimo a embasar a ação penal” e que os autos “individualiza, de forma satisfatória, a conduta do demandado, narrando com bastante nitidez”. Dessa forma, os desembargadores resolveram aceitar a denúncia sem afastar Robério Oliveira da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).