Nesta terça-feira o vereador Dudu dos Tutas (PDT) lançou a sua pré-candidatura a prefeito da cidade. Dudu se apresentou como nome da oposição, já que o ex-candidato a prefeito Fabio Gusmão (PP) tem declarado que não pretende ser candidato a prefeito.

Segundo pesquisas, o nome de Dudu mostra viabilidade na disputa eleitoral, sobretudo sem Fábio Gusmão na disputa. O edil estaria muito próximo de anunciar seu novo partido, mas isso seria oficializado na janela partidária. Políticos do Sul da Bahia.


Mais um forte nome entra na disputa para uma cadeira no legislativo do município de Potiraguá. Pastor Renato também se integra ao time do pré-candidato a prefeito Zé Amaral, cotado a disputar a sucessão municipal do ano que vem.

Em conversa com o Blog do Edyy, via aplicativo, na manhã desta terça-feira (1º), o pastor Renato se diz estar bastante animado em colocar o seu nome a disposição para uma boa análise da população, que no ano próximo terá a oportunidade de renovar os edis do poder legislativo municipal.

Com pastor Renato, somam cinco pré-candidatos que já lançaram seus nomes ao lado do ex-vice prefeito Zé Amaral, que deverá estar apresentando o seu novo partido (PROS), do deputado Uldurico Júnior, nos próximos dias.


Uma reunião realizada pela oposição do município de Potiraguá, neste sábado (28), na fazenda de Fábio Corrêa, definiu cinco nomes para uma pesquisa popular para definir quem irá disputar a sucessão municipal em 2020.

Os nomes definidos foram;

Dr. Olyntho

Zé Amaral

Carlinhos de Daniel

Maurício da lotérica e

Buja

Vale a pena lembrar que esses nomes não retratam todo o grupo toda a oposição, sendo que outros nomes ficaram de fora da pesquisa e da reunião, como;

Adilson da Potimac e

Junior Santana

Assista um trecho da reunião


Conforme vai se aproximando o ano eleitoral vários nomes vão se articulando politicamente para tentar uma cadeira no Poder Legislativo Municipal. Desta vez foi o sargento índio, que também colocar seu nome à disposição dos eleitores de Potiraguá e principalmente do distrito de Itaimbé, onde ele reside dá um voto de confiança na eleição do ano que vem.

Na manhã deste sábado (21), o Blog do Edyy manteve contato com o sargento índio, que falou um pouco da sua expectativa para as campanhas vindouras.

Segundo Índio, ele espera que os eleitores do município de Potiraguá e dos distritos possam reconhecer que está na hora de fazer uma renovação na Câmara Municipal, e que o nome dele estará aí para representar o povo, não só em Itaimbé, mas Gurupá e Potiraguá.

Sargento Índio é mais um aliado do partido do ex-vice prefeito Zé Amaral, pré-candidato a prefeito de Potiraguá, que já é presidente do (PROS), no município.


Uma pesquisa realizada em Potiraguá mostrou que o governo do prefeito Jorge Cheles (PP) tem aprovação de 81,76% da população. Foram entrevistadas 458 pessoas nos dias 31 de agosto a 01 de setembro.

A pesquisa conta com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e tem grau de confiança de 95%.

No cenário eleitoral o prefeito lidera a pesquisa para sucessão municipal, o resultado da pesquisa foi bastante comemorado pelo “QG” do prefeito. Vale lembrar que Jorge Cheles foi eleito com a maior votação da história da cidade.

Políticos do Sul da Bahia


O ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) tem passado o seu tempo fazendo uma série de cursos à distância na penitenciária da Papuda, segundo a coluna Radar, da revista Veja.

De acordo com a publicação, o mais recente curso que o emedebista fez foi o de eletricista — que poderá remir até 15 dias do seu tempo atrás das grades. Na prova final da disciplina, Geddel tirou nota 9,5.

O ex-ministro está preso desde que a Polícia Federal encontrou R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador ligado a ele e ao seu irmão, o ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB).

Fonte: Bahia Notícias


A cidade de Pau Brasil vive momentos de intenso terror, a cidade virou faroeste, toque de recolher, troca de tiros, invasões. A guerra vitimou Sandra e Diego Dias, o segundo foi alvejado mais se salvou.

Nesta terça-feira (17) a polícia militar fez uma operação na cidade, segundo informações, bandidos foram mortos em troca de tiro.

As notícias dão conta que os arredores da cidade está cercados com homens fortemente armados. A cidade tá toda pinchada com um símbolo de uma facção criminosa.


O Tribunal de Contas dos Municípios, em julgamento nesta terça-feira (17/09), rejeitou as contas da Prefeitura de Itambé, relativas ao exercício de 2016, da responsabilidade de Ivan Fernandes Couto Moreira. O ex-prefeito extrapolou o limite máximo de 54% para despesa total com pessoal, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. Além disso, não cumpriu o art. 42, da LRF, já que não deixou recursos em caixa para cobrir as dívidas compromissadas do exercício. Os conselheiros do TCM também aprovaram determinação de que seja feita uma representação ao Ministério Público do Estado contra o ex-prefeito, para apuração de fatos que podem ser caracterizados como improbidades administrativas.

Também foi considerada causa para a rejeição a ausência de processo licitatório para a locação de palco e demais estruturas utilizadas nos festejos juninos, no valor total de R$419.993,82, em desobediência à Lei Federal nº 8.666/93. O relator do parecer, conselheiro Francisco Netto, determinou uma multa no montante de R$6 mil por irregularidades identificadas durante a análise das contas.

Também foi imputada uma segunda multa, no valor de R$60.480,00, equivalente a 30% dos subsídios anuais do ex-prefeito, em razão da não redução da despesa total com pessoal, que alcançou 62,97% da receita corrente líquida o município. Ainda foi imposto um ressarcimento de R$39.096,91, por ausência de processo de pagamento.

O balanço orçamentário da prefeitura de Itambé ao final de 2016 apresentou um deficit de R$304.809,13, vez que o município arrecadou recursos no montante de R$42.024.011,98 e realizou despesa no valor total de R$42.328.821,11.

Sobre as obrigações constitucionais, o ex-gestor cumpriu todos os percentuais mínimos de investimento. Aplicou 25,21% da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, na manutenção e desenvolvimento do ensino, superando o mínimo exigido de 25%. Nas ações e serviços públicos de saúde investiu 17,21% dos impostos e transferências, atendendo ao índice de 15%. E aplicou 69,29% dos recursos do Fundeb no pagamento da remuneração dos profissionais do magistério, cumprindo o mínimo de 60%.

Cabe recurso da decisão.


Servidores do estado vaiaram os deputados estaduais nesta quarta-feira (11) após a sessão da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) cair sem a apreciar o projeto do Executivo que prevê aumento salarial para as carreiras de nível médio. Do plenário, o líder do governador Rui Costa (PT) na Casa, Rosemberg Pinto (PT), perdeu a cabeça e rebateu o protesto de um servidor que o chamou de “palhaço” da galeria. “Palhaço é você”, disse o líder de Rui ao trabalhador.

Os servidores ocuparam as galerias da AL-BA nesta tarde na expectativa de assistir a votação do projeto que vê a atualização da estrutura remuneratória de carreiras de nível médio. Parte dos profissionais ganha atualmente abaixo do salário mínimo. “Ficou acordado que a votação seria hoje. Seria hoje”, pontuou a servidora Maria Isabel após a sessão terminar sem a votação. “Por algum motivo ela não aconteceu e foi uma decepção [para os servidores]. Está difícil para o funcionário público. São quase 5 anos recebendo R$ 780. O que podemos fazer com esse salário por mês?”, pontuou.

O projeto, que iria ser apreciado originalmente nesta terça-feira (10), foi novamente adiado após o parlamentar Tiago Correia (PSDB) pedir vista do texto. Antes de perder a cabeça nesta tarde, durante sessão desta terça, o líder Rosemberg Pinto pediu a paciência aos servidores para a tramitação do projeto no Legislativo estadual.

Bahia Notícias