O ex-vice prefeito da cidade de Potiraguá Ze Amaral, está otimista para apoiar a campanha política para a reeleição dos deputados Uldurico Júnior federal e de Robinho estadual.

De acordo com Zé Amaral será um prazer poder retribuir com votos tudo que já foi investido no município através dos parlamentares.
“É um prazer poder contribuir com a reeleição desses candidatos, em especial meu grande amigo Robinho que tanto vem trazendo benefícios para o município de Potiraguá através de emendas parlamentares. Tenho certeza que Potiraguá saberá reconhecer isso e honrá-lo com um voto de confiança. Com Uldurico não poderia ser diferente, homem que está sempre a favor do povo da nossa região e que na hora certa soube olhar para a classe trabalhadora e dizer não ao golpe. No mais quero aqui afirmar que estamos juntos nesta luta e certo de uma grande vitória no dia 7 de outubro”. Relatou Ze Amaral.


Vítima de uma parada cardíaca (infarto), faleceu na manhã desta sexta-feira (17), o senhor José Benedito Velame Borges, aos 72 anos de idade.

Filho do pecuarista Teodomiro Borges Zé Benedito já foi vereador e é pai de Dany, diretor de esporte do município de Potiraguá.

O corpo está sendo velado no Salão Paroquial da Igreja Católica, na Praça da Bandeira. O sepultamento será na manhã deste sábado (18), de onde sairá em direção ao cemitério local.

Aos familiares e amigos os sinceros sentimentos do BLOG DO EDYY.


Quem fizer pesquisas eleitorais sem estar devidamente registrado na Justiça Eleitoral a partir desta quinta-feira (16), pode pagar multa de até R$ 50 mel reais.

De acordo com o promotor de justiça Rodrigo Lopes, quem fizer tal ação ou até mesmo compartilhar estará cometendo um crime eleitoral, podendo responder judicialmente.

Ele ainda reafirma que a pessoa física que publicar em sua Rede social propagandas de candidatos e que os banner não estiverem devidamente abilitados, também poderão sofrer danos.

 


A Câmara Municipal de Vereadores da cidade de Potiraguá fará uma sessão extraordinária nesta sexta-feira (17), onde será colocado em votação um projeto de lei que autoriza a Prefeitura Municipal a comprar uma área de 29 hectares, sendo 290 mil metros quadrados da Fazenda Boa Nova.

De acordo com a prefeitura municipal cerca de 1500 terrenos serao doados para a população.

A sessão extraordinária será nesta sexta-feira (17), as 19h0.


A pecuarista Potiraguense Maria José confirmou na manhã desta quinta-feira (16), que irá doar uma parte do gado para realizar a 40° Vaquejada de Potiraguá.

Ao lado do Secretário de Administração Diego Cheles, Maria José disse que é amante do esporte e que está sempre disponível a ajudar na realização da Festa de Vaquejada que é tradição no município.

A data do evento está marcada para os dias 7′ 8 e 9 do mês de setembro.


Candidatos e eleitores devem respeitar regras estabelecidas pela Justiça Eleitoral a partir desta quinta-feira (16), início da propaganda eleitoral, conforme resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caso contrário, estarão sujeitos a multas e até a cassação do mandato, no caso dos eleitos.

Em 7 de outubro, brasileiros vão às urnas escolher candidatos a presidente e vice-presidente da República, governador e vice-governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital. Onde houver segundo turno, a campanha nas ruas vai até 27 de outubro, na véspera da votação (28, domingo)

O que pode o candidato

  • Distribuir folhetos, adesivos e impressos, independentemente de autorização, sempre sob responsabilidade do partido, da coligação ou do candidato (o material gráfico deve conter CNPJ ou CPF do responsável pela confecção, quem a contratou e a tiragem);
  • Colar propaganda eleitoral no para-brisa traseiro do carro em adesivo microperfurado; em outras posições do veículo também é permitido usar adesivos, desde que não ultrapassem meio metro quadrado;
  • Usar bandeiras móveis em vias públicas, desde que não atrapalhem o trânsito de pessoas e veículos;
  • Usar em carreatas, caminhadas e passeatas ou durante reuniões e comícios alto-falantes, amplificadores, carros de som e minitrios entre 8h e 22h, desde que estejam a, no mínimo, 200 metros de distância de repartições públicas, hospitais, escolas, bibliotecas, igrejas e teatros.
  • Realizar comícios entre 8h e 24h, inclusive com uso de trios elétricos em local fixo, que poderão tocar somente jingle de campanha e emitir discursos políticos;
  • Fixar propaganda em papel ou adesivocom tamanho de até meio metro quadrado em bens particulares, desde que com autorização espontânea e gratuita do proprietário;
  • Pagar por até 10 anúncios em jornal ou revista, em tamanho limitado e em datas diversas, desde que informe, na própria publicidade, o valor pago pela inserção;
  • Arrecadar recursos para a campanha por meio de financiamento coletivo (crowdfunding ou vaquinha virtual)
  • Fazer propaganda na internet, desde que gratuita e publicada em site oficial do candidato, do partido ou da coligação hospedados no Brasil ou em blogs e redes sociais;
  • Promover o impulsionamento de conteúdo na internet (post pago em redes sociais), desde que identificado como tal e contratado exclusivamente por partidos políticos, coligações e candidatos e seus representantes, devendo conter o CNPJ ou CPF do responsável e a expressão “Propaganda Eleitoral”;
  • Fazer propaganda em blogs, redes sociais e sites de mensagens instantâneas com conteúdo produzido ou editado por candidato, partido ou coligação;
  • Usar ferramentas para garantir posições de destaque nas páginas de respostas dos grandes buscadores;
  • Enviar mensagens eletrônicas, desde que disponibilizem opção para descadastramento do destinatário, que deverá ser feito em até 48 horas.
  • O que não pode o candidato

    • Fixar propaganda em bens públicos, postes, placas de trânsito, outdoors, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus, árvores, inclusive com pichação, tinta, placas, faixas, cavaletes e bonecos;
    • Fazer propaganda em bens particularespor meio de inscrição ou pintura em fachadas, muros ou paredes;
    • Jogar ou autorizar o derrame de propaganda no local de votação ou nas vias próximas, mesmo na véspera da eleição;
    • Fazer showmício com apresentação de artistas, mesmo sem remuneração. Cantores, atores ou apresentadores que forem candidatos não poderão fazer campanha em suas atrações;
    • Fazer propaganda ou pedir votos por meio de telemarketing;
    • Confeccionar, utilizar e distribuir camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas, bens ou materiais que proporcionem vantagem ao eleitor;
    • Pagar por propaganda na internet, exceto o impulsionamento de publicações em redes sociais;
    • Publicar propaganda na internet em sites de empresas ou outras pessoas jurídicas, bem como de órgãos públicos;
    • Fazer propaganda na internet, atribuindo indevidamente sua autoria a outra pessoa, candidato, partido ou coligação;
    • Usar dispositivos ou programas como robôs, conhecidos por distorcer a repercussão de conteúdo;
    • Usar recurso de impulsionamento somente com a finalidade de promoção ou benefício dos próprios candidatos ou suas agremiações e para denegrir a imagem de outros candidatos;
    • Fazer propaganda eleitoral em sites oficiais ou hospedados por órgãos da administração pública (da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios);
    • Agredir e atacar a honra de candidatosna internet e nas redes sociais, bem como divulgar fatos sabidamente inverídicos sobre adversários;
    • Ao fazer divulgação do financiamento coletivo (crowdfunding ou vaquinha virtual) para arrecadação de recursos de campanha, os candidatos estão proibidos de pedir votos;
    • Veicular propaganda no rádio ou na TV paga e fora do horário gratuito, bem como usar a propaganda para promover marca ou produto;
    • Degradar ou ridicularizar candidatos, usar montagens, trucagens, computação gráfica, desenhos animados e efeitos especiais no rádio e na TV;
    • Fazer propaganda de guerra, violência, subversão do regime, com preconceitos de raça ou classe, que instigue a desobediência à lei ou que desrespeite símbolos nacionais.
    • Usar símbolos, frases ou imagens associadas ou semelhantes às empregadas por órgão de governo, empresa pública ou estatal;
    • Inutilizar, alterar ou perturbar qualquer forma de propaganda devidamente realizada ou impedir propaganda devidamente realizada por outro candidato.

    O que pode o eleitor

    • Participar livremente da campanhaeleitoral, respeitando as regras sobre propaganda nas ruas e na internet aplicadas aos candidatos;
    • Apoiar candidato com gastos de até R$ 1.064,10, com emissão de comprovante da despesa em nome do eleitor (bens e serviços entregues caracterizam doação, limitada a 10% da renda no ano anterior);
    • Fazer doações acima de R$ 1.064,10 apenas mediante transferênciaeletrônica (TED) da conta bancária do doador direto para a conta bancária do candidato beneficiado;
    • Fazer doações para candidatos por meio de sites habilitados pela Justiça Eleitoral para realizar financiamento coletivo (crowdfunding ou vaquinha virtual);
    • Ceder uso de bens móveis ou imóveisde sua propriedade, com valor estimado de até R$ 40 mil;
    • Prestar serviços gratuitamente para a campanha;
    • No dia da votação, é permitida só manifestação individual e silenciosa da preferência pelo partido ou candidato, com uso somente de bandeiras, broches, dísticos e adesivos;
    • Manifestar pensamento, mas sem anonimato, inclusive na internet.

    O que não pode o eleitor

    • Trocar voto por dinheiro, material de construção, cestas básicas, atendimento médico, cirurgia, emprego ou qualquer outro favor ou bem;
    • Cobrar pela fixação de propaganda em seus bens móveis ou imóveis;
    • Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou outra pessoa, dinheiro, dádiva ou qualquer vantagem, para obter ou dar voto, conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita;
    • Fazer doação para campanha com moedas virtuais;
    • Se servidor público, trabalhar na campanha eleitoral durante o horário de expediente;
    • Inutilizar, alterar, impedir ou perturbar meio lícito de propaganda eleitoral;
    • Degradar ou ridicularizar candidato por qualquer meio, ofendendo sua honra.
    • Fazer boca de urna no dia da eleição, ou seja, divulgar propaganda de partidos ou candidatos




O PT registrou, às 17h12 desta quarta-feira (15), a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa pela Presidência da República na eleição de outubro. O pedido foi protocolado por dirigentes da legenda na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad foi oficializado como candidato a vice-presidente na chapa petista.

Condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP), Lula é tecnicamente inelegível pelas regras da Lei da Ficha Limpa. Agora, seus advogados travarão uma batalha jurídica nas cortes superiores.


Proposta do deputado federal Uldurico Júnior (PSL), que visa equiparar direitos de mototaxistas e motoboys aos de profissionais que exercem atividades similares como os taxistas, foi debatida na segunda-feira, 13, na Assembleia Legislativa da Bahia, durante o Encontro Estadual de Mototaxistas.

Mototaxistas e motoboys de todo país poderão usufruir da mesma isenção de pagamento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que os taxistas convencionais têm direito. Isso é o que prevê o Projeto de Lei 7276/17do deputado federal Uldurico Júnior.

O transporte já está entre os mais utilizados pelos baianos e tem se fortalecido na capital e interior do estado”, destacou o deputado estadual Angelo Almeida (PSB). Para ele,  “o evento representou avanços significativos para a classe”.

De acordo com o presidente da Federação de Mototaxistas na Bahia, Osvaldan Tupyassu, o atendimento das reivindicações pode contribuir para conquista de facilidades para renovação da frota, “o que proporcionará mais segurança para passageiro e condutor, como já é praticado pelos veículos de quatro rodas como os táxis”.

Outras demandas como a redução das taxas das vistorias, fiscalização dos clandestinos e integração com outros tipos de transporte também foram debatidas por representantes de diversos municípios como Salvador, Simões Filho, Camamu, Itacaré, Candeias, Gandu, Ipirá, Seabra, Dias D’Ávila, Camamu, Ituberá e São Francisco do Conde, Eunápolis, Porto Seguro. A presidente do sindicato em Feira de Santana, Huda Barros, ressaltou a dificuldade que os profissionais possuem em realizar o curso de qualificação. Ainda durante o encontro, o coordenador de Segurança e Educação para o Trânsito do Estado, Carlos Moura, assegurou a formação de uma turma no município de forma gratuita através da Escola Pública de Trânsito.


Vítima de um câncer maligno, faleceu na manhã desta quarta-feira (15), a agente de saúde Suely Xavier Ruas, 40 anos.

Esposa do professor Celso, Suely trabalhava como servidora da prefeitura municipal de Potiraguá. Ela deixa esposo e dois filhos.

O corpo está sendo velado na Igreja Batista Nacional, situada na Praça do Fórum, ao lado da Câmara de Vereadores.

O sepultamento está previsto para esta quinta feira (16), as 07h0 da manhã, de onde seguirá para o cemitério local

Aos amigos e familiares os sinceros sentimentos do BLOG DO EDYY.