Na última segunda-feira (25), a Petobras anunciou que os preços da gasolina e do diesel nas refinarias seriam reduzidos em 0,3% e 0,4, respectivamente. Já nesta sexta-feira (29), segundo a revista Exame, a estatal divulgou que fará mais uma redução nos preços.

De acordo com a publicação, a partir deste sábado (30), o preço da gasolina será reduzido em 2,1% e do diesel em 1% nas refinarias. Os reajustes fazem parte da nova sistemática de preços da companhia, que prevê alterações quase diárias nas cotações dos combustíveis.


 Jorge Portugal estaria insatisfeito com o Governo Rui e também de uma suposta pressão de Rosemberg para que ele se calasse, com a queda de Jorge, Rosemberg se enfraquece e segue na corda bamba para reeleição como Deputado Estadual, a casa está caindo.

O governo do Estado confirmou nesta quinta-feira (28) que o secretário de Cultura, Jorge Portugal, encaminhou uma carta pedindo exoneração do cargo a Rui Costa. O secretário alegou questões pessoais e profissionais. O nome do substituo de Portugal será anunciado nos próximos dias, segundo a Secretaria de Comunicação.

Em nota, a Secom diz que Portugal “deixa o governo com relevantes serviços prestados ao setor”.

A saída de Portugal era especulada desde o início do ano, quando Rui convidou o ex-ministro da Cultura Juca Ferreira para assumir a Secult. Ferreira, contudo, desistiu do cargo após saber que não teria poder para nomear a equipe de dirigentes da pasta.

Nos últimos dias, Portugal entrou em rota de colisão com o governo ao criticar publicamente o baixo orçamento para a Cultura. Antes, o cantor e compositor havia revelado mal-estar com as nomeações de indicados políticos para cargos de comando na secretaria. A demissão da produtora Fernanda Tourinho da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) à revelia de Portugal também reacendeu as insatisfações.

As informações é do Itapetinga Notícias


A Prefeitura Municipal de Potiraguá, adquiriu nesta quinta-feira (28), duas moto Bros 160 cilindradas, para uso da Secretaria Municipal de Educação.

Segundo o Secretário de Administração, Diego Cheles, as motos adquiridas irão auxiliar na locomoção da equipe que constantemente precisam se locomover para as escolas do municípios e dos distritos de Gurupá Mirim e Itaimbé, no intuito de diminuir gastos absurdos com carros.

“Esta é mais uma aquisição da consequência de uma boa administração dos recursos públicos. Com essas motos, os colaboradores da Educação terão mais agilidade em atender todas as demandas das escolas e creches municipais” .Enfatiza o Secretário Diego Cheles.

 


 

 

O subtenente da Polícia Militar que foi baleado na tarde desta quinta-feira (28), no shopping Paralela, em Salvador, não resistiu aos ferimentos e morreu. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

O policial, que era lotado na 9ª Companhia Independente de Polícia MIlitar (9ª CIPM), foi identificado como Fabiano Fortuna e Silva.

Em nota, a PM lamentou a morte do policial: “É com imenso pesar que a Polícia Militar informa o falecimento do subtenente Fabiano Fortuna e Silva, de 40 anos, às 18h desta quinta-feira (28), no Hospital Roberto Santos. O policial foi atingido por disparo de arma de fogo no estacionamento de um Shopping Center, na Avenida Paralela, após ser abordado por criminosos”, diz a nota.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, o subtenente era lotado na 9ª CIPM e fazia parte da Corporação há 19 anos.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) informou que as equipes da Força Tarefa que investiga a morte de policiais já solicitaram à administração do Shopping Paralela as imagens das câmeras de segurança que podem ajudar a identificar os autores do disparo que vitimou o subtenente Fabiano Fortuna e Silva. Imagens das câmeras da SSP espalhadas nos arredores também estão sendo consultadas.

A polícia analisa a possibilidade de se tratar de um latrocínio. Segundo a SSP-BA, informações preliminares dão conta de que dois homens em uma moto abordaram o subtenente, que acabou atingido. A SSP pede que qualquer informação que possa levar aos autores do crime deve ser prestada de forma anônima através do Dique Denúncia (71) 3235-0000.

Equipes da Superintendência de Inteligência da SSP e do Departamento de Inteligência Policial da Polícia Civil também prestam apoio às investigações. “Lamentamos profundamente a perda de um dos nossos colegas e garantimos que todos os esforços estão sendo tomados para prender os autores deste ato covarde”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Segundo a PM, os suspeitos não conseguiram levar o dinheiro tirado pelo policial. Guarnições da 82ª CIPM foram acionadas e fazem buscas pelos criminosos. Até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso.

Em nota, o Shopping Paralela informou que a equipe de brigadistas do centro de compras prestou os primeiros socorros ao policial, que foi encaminhado para os devidos cuidados médicos no Hospital Roberto Santos.

Ainda em nota, o shopping diz que está à disposição das autoridades para ajudar no que for necessário para as investigações.


Senado aprova porte de arma de fogo para agentes de trânsito em serviço

Pela proposta, agentes deverão comprovar capacidade técnica e aptidão psicológica para portar arma. Como já havia sido aprovado pela Câmara, projeto vai à sanção presidencial.

Senado aprovou nesta quarta-feira (27) um projeto que autoriza o porte de arma de fogo para agentes de trânsito da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios quando eles estiverem em serviço.

A proposta já havia sido aprovada pela Câmara dos Deputados e, por isso, segue agora para a sanção do presidente da República, Michel Temer.

Pelo projeto, a autorização para o porte de arma está condicionada à comprovação de capacidade técnica e de aptidão psicológica para o manuseio da arma.

O texto estabelece também que a autorização para o porte de arma de fogo dos agentes de trânsito está condicionada não só ao interesse de ente federativo que os subordina como à sua formação funcional em estabelecimentos de ensino de atividade policial e à existência de mecanismos de fiscalização e de controle interno.

A proposta é de autoria do ex-deputado Tadeu Filippelli (PMDB-DF) e foi relatada pelo senador José Medeiros (Pode-MT).

“Existe uma premente necessidade de os agentes de trânsito serem autorizados a portar arma de fogo, quando em serviço. É inegável que a fiscalização do trânsito envolve riscos consideráveis, pois os agentes são encarregados de fiscalizar vias públicas e não raro se deparam com condutores embriagados, exaltados e violentos”, justificou o relator.

“Além disso, ao realizar abordagens regulares, os agentes podem ser surpreendidos pelo cometimento de crimes em flagrante delito, como o porte de entorpecentes e de armas de fogo”, completou Medeiros.

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) votou contra o projeto e criticou a medida. Na visão de Buarque, uma pessoa armada está mais sujeita à violência do que uma desarmada.

“Eu não acredito que a solução para a violência seja armar mais as pessoas. E, se vamos falar dos riscos, por que não armarmos os motoristas de táxi, que, neste País, sofrem todos os dias o risco? E o número de mortos motoristas de táxi, vítimas de tiros, é muito grande. Por que não armarmos os motoristas de caminhão, que são assaltados e assassinados nas estradas? E aí a gente chega e pergunta: por que não armarmos todos para poder enfrentar a violência? Por que não se dá o direito de que todo mundo tenha arma? Eu acho isso uma insanidade, e isso é aumentar a violência.”, declarou.


O advogado Franklin Ferraz, responsável pela defesa da família Vieira Lima, entrou com um pedido de reintegração de posse da Fazenda Esmeralda, em Potiraguá, cidade do sudoeste da Bahia, ocupada na madrugada de sábado (23) por homens que alegam ser indígenas da etnia pataxó. As informações foram divulgadas pelo jornal Folha de São Paulo.

O pedido ainda não foi analisado pela Justiça baiana. Segundo o advogado, área da fazenda possui título de propriedade desde 1936 e pertence à família Vieira Lima desde 1995. “Nunca houve nenhuma disputa ligada à questão indígena nesta região”, afirmou.

Com 643 hectares e 1.100 cabeças de gado, a fazenda pertence ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, ao deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB) e ao espólio do pai de ambos, o ex-deputado Afrísio Vieira Lima, morto no ano passado.

Em depoimento à polícia, os funcionários da fazenda disseram que os invasores vestiam cocares, trajes indígenas e falavam dialetos entre si. Os homens informaram que a fazenda seria um local considerado “sagrado” pela tribo por abrigar pelo menos três cemitérios indígenas.

Ao jornal, o delegado Antônio Roberto Gomes da Silva Júnior, coordenador da Polícia Civil de Itapetinga, afirma que os invasores ameaçaram ocupar outras fazendas da região que pertencem a Geddel.

Ele não descarta que o grupo esteja em busca de dinheiro ou objetos de valor do ex-ministro. “É uma hipótese que não pode ser descartada”, afirma o delegado.

A Funai (Fundação Nacional do Índio) informou que não tem informações sobre o grupo que teria invadido a fazenda.


O clima é de total tranquilidade na fazenda Esmeralda, em Potiraguá, no sul da Bahia, pertencente ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) e a seu irmão, Lúcio Vieira Lima, ocupada por um grupo indígenas da tribo Pataxós-Hã-Hã-Ha, na madrugada do último sábado (23).

Apesar do susto que os moradores da fazenda do ex-ministro Geddel tiveram, depois da ocupaçõ do grupo indígenas, o clima entre os moradores da cidade e os índio são de muita tranquilidade.

No vídeo logo abaixo é possível ver a boa interação dos índios cantando e brincando com algumas crianças e alguns moradores da cidade de Potiraguá.

Posted by Beatriz Alves on martes, 26 de septiembre de 2017

De acordo com a Polícia Civil, o delegado Antônio Roberto Gomes da Silva Júnior, que é coordenador da Polícia Civil de Itapetinga, disse que os depoimentos dos funcionários confirmam que a invasão do terreno foi feita por índios. Por isso, diz que o caso será remetido para a Polícia Federal (PF), que é responsável por atuar em situações que envolvam pessoas indígenas. o caso está sobre o comando da Polícia Federal de Vitória da Conquista


Caso será apurado pela Polícia Federal de Vitória da Conquista

A TV Santa Cruz, afiliada da Rede Bahia, esteve na fazenda e conseguiu conversar com um dos líderes da ocupação. O índio de Ararauã, que é do muncípio de Pau Brasil, disse que o terreno da fazenda já foi usado como cemitério por povos indígenas.

“A gente está lutando para estar no espaço onde tem um cemitério dos nossos antepassados. Essa terra aqui tem o espaço dos nossos antepassados”.

Em entrevista ao G1, o delegado Antônio Roberto Gomes da Silva Júnior, que é coordenador da Polícia Civil de Itapetinga, disse que os depoimentos dos funcionários confirmam que a invasão do terreno foi feita por indíos. Por isso, diz que o caso será remetido para a Polícia Federal (PF), que é reponsável por atuar em situações que envolvam pessoas indígenas.

“Três funcionários disseram que eles estavam armados e falavam em dialetos, indicando que realmente se tratam de índios. Então, o caso irá para a PF”.

O delegado destaca que todos os funcionários que estavam na fazenda, e que foram feitos de reféns, foram liberados pouco após a ocupação. Ninguém foi ferido pelos índios.

A Fazenda Esmeralda foi invadida, por volta das 2h do sábado, por cerca de 25 homens que estavam armados com espingardas e outras armas longas.

Geddel está preso no complexo da Papuda, em Brasília, desde 8 de setembro. A prisão ocorreu três dias após a polícia ter encontrado R$ 51 milhões em cédulas em um imóvel supostamente utilizado por ele. Antes, ele já cumpria prisão domiciliar em Salvador. O G1 não conseguiu contato com a defesa de Geddel.

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

Geddel

Na última quarta-feira (20), o gabinete do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Rogério Schietti Cruz retirou a prioridade de tramitação que havia sido atribuída a um recurso do ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso em Brasília.

O recurso diz respeito à prisão domiciliar de Geddel, decretada em julho. Geddel foi preso pela primeira vez por suspeita de obstruir investigações ao supostamente tentar impedir as delações do ex-deputado Eduardo Cunha e do doleiro Lúcio Funaro. Dias depois, foi colocado em prisão domiciliar por decisão do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A defesa do ex-ministro levou o caso ao STJ. Ao chegar lá, o processo foi cadastrado como de tramitação prioritária, um benefício previsto em lei para quem é portador de doença grave ou tem mais de 60 anos. Geddel tem 58 anos.

Após a descoberta pela Polícia Federal de R$ 51 milhões em dinheiro vivo em um apartamento em Salvador – dinheiro atribuído ao ex-ministro –, ele teve de deixar a prisão domiciliar e foi levado para o presídio da Papuda, em Brasília.


Governo fez confirmação na manhã desta terça-feira (26).

A Bahia vai ficar de fora do horário de verão mais uma vez. O governador Rui Costa confirmou a informação durante um evento na manhã desta terça-feira (26).

Este é o sexto ano consecutivo que o estado não vai aderir. A última vez que a Bahia adiantou os relógios no verão foi em 2011, após oito anos sem participar.

Em 2012, o governador Jaques Wagner chegou a anunciar que a Bahia entraria no horário de verão, mas a decisão foi cancelada. A justificativa, segundo o governo, foi pela rejeição da população. Uma pesquisa encomendada pelo governo na época apontou que 75% da população baiana se mostrava contrária à adesão ao horário de verão.

Horário de verão no país

  • Início – 0h de 15 de outubro (relógio são adiantados em 1 hora)
  • Fim – 0h de 18 de fevereiro (relógios são atrasados em 1 hora)

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, confirmou na segunda-feira (25) que o horário de verão será mantido em 2017. Com a decisão, os moradores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão adiantar os relógios em 1 hora a partir do dia 15 de outubro.

O fim do horário de verão chegou a ser avaliado pelo governo depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia apontou queda na efetividade do programa, já que o perfil de consumo de eletricidade não estava mais diretamente ligado ao horário e sim à temperatura, com picos de consumo nas horas mais quentes do dia.

Entretanto, o país passa por mais um ano de chuvas fracas que reduziram o armazenamento de água nas represas das hidrelétricas e o governo vem adotando medidas para garantir a oferta de eletricidade, entre elas o aumento da importação de energia do Uruguai e início da importação da Argentina.

Diante desse quadro, mesmo que pequena, a economia de energia proporcionada pelo horário de verão pode ajudar o sistema elétrico nacional.

O Ministério de Minas e Energia informou que, para 2018, o governo deve fazer uma pesquisa para decidir se mantém ou não o horário diferenciado nos próximos anos.

Desde 2008, o horário especial vigora até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte, que em 2018 será no dia 19 de fevereiro, quando os relógios serão atrasados em 1 hora.

No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932, pelo então Presidente Getúlio Vargas. Sua versão de estreia durou quase seis meses, vigorando de 3 de outubro de 1931 a 31 de março de 1932.

No verão seguinte, a medida foi novamente adotada, mas, depois, começou a ser em períodos não consecutivos. Primeiro, entre 1949 e 1953, depois, de 1963 a 1968, voltando em 1985 até agora.

O período de vigência do horário de verão é variável, mas, em média, dura 120 dias. Em 2008, o horário de verão passou a ter caráter permanente.

Anualmente o consumo de energia cai cerca de 0,5% durante a vigência do horário diferenciado.

Veja abaixo a nota do governo confirmando a manutenção do horário de verão:

Governo federal mantém Horário de Verão 2017/2018

O Horário De Verão de 2017/2018 está mantido para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. Com a decisão, o novo horário entra em vigor no dia 15 de outubro e se mantem até 17 de fevereiro de 2018.

À zero hora do primeiro dia do Horário de Verão, os relógios devem ser adiantados em uma hora nas seguintes unidades federativas: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo. No último dia, os relógios devem ser atrasados em uma hora.


A consulta ao saque do Abono Salarial do PIS/Pasep – Ano Base 2015 – pode ser consultado por aplicativo para celulares lançado pelo Ministério do Trabalho. O aplicativo está disponível para o sistema operacional Android, e pode ser baixado na Playstore.

Mais de 1,46 milhão de pessoas ainda não sacaram os recursos disponíveis, que chegam a R$ 1,018 bilhão, segundo levantamento da Coordenação do Abono Salarial do MTb.

O prazo para os saques foi prorrogado e vai até 28 de dezembro deste ano. A decisão foi anunciada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), no final de junho.
Pela decisão, tem direito ao dinheiro quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2015, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

A consulta individual também pode ser feita pelo link: verificasd.mtb.gov.br/abono.