Blog do Edyy

Ciro Gomes suspende pré-candidatura à Presidência após votos do PDT a favor da PEC dos Precatórios

O presidenciável Ciro Gomes, decidiu suspender sua pré-candidatura à Presidência da República em 2022, após o PDT, seu partido, se posicionar à favor da PEC do Precatórios, aprovada nesta madrugada na Câmara dos Deputados. Nome do PDT para disputar a Presidência da República em 2022, Ciro Gomes afirmou na manhã desta quinta-feira, 4, que não pode “compactuar com a farsa e os erros bolsonaristas”.

O PDT foi o único partido da oposição a recomendar o voto “sim” e, na prática, garantiu a vitória do governo Bolsonaro. A PEC foi aprovada por 312 votos favoráveis (apenas 4 a mais do que o necessário) e 144 contrários.

Ao dizer estas palavras, Ciro deixa clara sua pressão contra o presidente Jair Bolsonaro.

“Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios. A mim só me resta um caminho: deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição”, escreveu o vice-presidente da legenda em suas redes sociais.

Por ser PEC, a proposta ainda precisa ser avaliada em segundo turno de votação na Câmara para depois seguir para o Senado Federal. Antes disso, ainda será necessária a votação dos destaques para que o texto seja definitivamente aprovado em primeiro turno.

“Temos um instrumento definitivo nas mãos, que é a votação em segundo turno, para reverter a decisão e voltarmos ao rumo certo”, defendeu Ciro. “Justiça social e defesa dos mais pobres não podem ser confundidas com corrupção, clientelismo grosseiro, erros administrativos graves, desvios de verbas, calotes, quebra de contratos e com abalos ao arcabouço constitucional”, concluiu o ex-governador do Ceará.


Curta e Compartilhe.


Leia Também