Blog do Edyy

Itapetinga: Com “poeira de manhã e lama à tarde”, AV. Júlio José Rodrigues vive a espectativa para uma obra eleitoreira

Não é de hoje que a redação do Blog do Edyy vem mostrando as péssimas situações de uma das avenidas mais movimentadas da cidade de Itapetinga, a Av. Júlio José Rodrigues.

Uma avenida que já foi bastante utilizada pelos visitantes que outrora vinham da região sul da Bahia e adentravam pelo lado direito para ter o prazer de passar por dentro da Capital da Pecuária. Infelizmente, isso hoje já não é mais visto. Os visitantes que chegam na cidade passam por fora da cidade para não ter o desprazer de cair em tanto buracos existentes nesta avenida que há um tempo atrás deixou de ser BA para AV.

Sem pensar no bem estar dos seus munícipes e na melhoria da trafegabilidade do município, o prefeito Rodrigo Hagge passou toda a gestão do seu primeiro mandato sem assistir as necessidades da tal avenida que tanto é cobrada por alguns meios de comunicação.

A verdade é que, neste local existe uma “queda de braços” entre os governos municipal e estadual, ou seja, é de competência de Rodrigo ou de Rui!?.

Enquanto ninguém encontra a resposta para este imbróglio, a população é quem sofre com o descaso e o desinteresse do poder público.

Neste ano de 2022, ano das eleições a expectativa é que alguém apareça e possa, de fato “registrar este menino e, de forma definitiva ser o pai desta criança, que já vive a sua adolescência”. Este é o pensamento da maioria dos moradores da cidade de Itapetinga, no Médio Sudoeste do Estado.

Enquanto isso não acontece, o povo sofre com a buraqueira, com a poeira e com a lama. Recentemente, um ônibus da Viação Novo Horizonte estourou o motor após cair em uma cratera na avenida.

Ônibus estoura o cárter do motor ao passar na buraqueira da Júlio José Rodrigues; óleo se espalhou pela avenida. CLIQUE AQUI PARA VER A MATÉRIA.

Para amenizar e diminuir nas constantes manutenções, uma empresa de ônibus coletivo da cidade vem realizando várias operações tapa-buracos com cascalhos nas áreas mais críticas da avenida.



Curta e Compartilhe.


Leia Também