Blog do Edyy

Tragédia em Potiraguá: Jovem morre após soltar bomba caseira

Uma fatalidade aconteceu na manhã desta quarta-feira (11), no município de Potiraguá. Um jovem de apenas 19 anos de idade morreu após soltar uma bomba caseira.

Segundo informações colhidas pelo Blog do Edyy, o jovem teve a mão mutilada ao soltar o explosivo. Perdendo muito sangue, Kleber caiu no chão e morreu no local.

 

O fato aconteceu próximo a uma ponte de madeira, no fundo da Sede da fazenda da ex-vereadora Cristina.

A Polícia Militar esteve no local para preservar a cena do ocorrido até a chegada do Departamento de Polícia Técnica para realizar o levantamento cadavérico.

O clima é de muita dor e comoção na pequena cidade de Potiraguá. Jovem bastante querido por todos, Kleber era aluno do Colégio Democrático Estadual Anísio Teixeira.

Nas redes sociais, diversos amigos lamentaram o falecimento precoce do jovem.

Aos familiares e amigos, os sinceros sentimentos de pesar do Blog do Edyy.


Alerta para Fogos de artifício

Com a chegada do período de festas juninas, o Corpo de Bombeiros faz um alerta sobre os riscos de brincadeiras que podem acabar em tragédia.

Costumeiramente os fogos são soltos por pessoas inabilitadas, o que aumenta a possibilidade de acidentes. O Estatuto da Criança e do Adolescente proíbe a venda de fogos de artifício que possam causar algum dano para menores.

As populares bombinhas e os traques podem ser vendidos, pois estão regulamentados. Por outro lado, a venda de bombas, pólvora e rojões para menores pode acarretar em pena de seis meses a dois anos de reclusão.

Para melhor aproveitar as festas juninas, recomenda-se substituir a brincadeira de fogos por outras mais saudáveis. Mas se a pessoa insiste em usá-los, existem alguns cuidados básicos a serem tomados:

• Jamais carregar bombinhas no bolso.

• Nunca acender rojões próximos ao rosto.

• Não reaproveitar bombinhas ou rojões que falharam.

• Prender o rojão em uma armação e afastar-se na hora de acender.

• Nunca associar bebida alcoólica com o uso de fogos e nem entregar fogos de artifício a crianças, pessoas alcoolizadas ou pessoas inabilitadas para o uso.

• Manter as crianças afastadas do local.

• Compre fogos de artifício apenas em lugares especializados e evite a aquisição junto a camelôs.

• Observe se os estabelecimentos comerciais que vendem esse tipo de mercadoria têm licença de funcionamento da prefeitura. Observe ainda, se no local há restrição de venda dos fogos, de acordo com a idade.

• Atentar para o tipo e a quantidade de pólvora existente no produto, pois quanto mais pólvora, maior é a periculosidade e potência do mesmo.

• Seguir atentamente as instruções do fabricante (transporte, uso, armazenamento, composição, data de validade e os riscos que os fogos podem causar). Além disso, essas informações devem estar em língua portuguesa, mesmo que o produto seja importado, e de maneira clara, precisa e ostensiva nas mercadorias, conforme o artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor.

• Não solte fogos perto de hospitais, sob copas de árvores ou perto de fiações elétricas.

• Prefira soltar os fogos de artifício em locais abertos, de preferência em áreas amplas e sem vegetação por perto.

• Nunca aponte para pessoas e verifique se não existem materiais combustíveis nas proximidades.

• Atentar para a classificação por idade e habilitação de cada tipo de fogos de artifício.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também