O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (15) em Dallas, no estado norte-americano do Texas, que não gostaria de contingenciar verbas, em especial da educação, mas que o bloqueio é necessário e que os manifestantes que protestam contra isso no Brasil “uns idiotas úteis, uns imbecis”. Assista ao vídeo:

“É natural, é natural. Agora… a maioria ali é militante. É militante. Não tem nada na cabeça. Se perguntar 7 x 8 não sabe. Se perguntar a fórmula da água, não sabe. Não sabe nada. São uns idiotas úteis, uns imbecis que estão sendo utilizados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo de muitas universidades federais do Brasil”, afirmou Bolsonaro.

O presidente chegou na manhã desta quarta a Dallas, onde estão previstos um evento em que Bolsonaro receberá uma homenagem e um encontro com o ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush.

Assim que chegou, Bolsonaro se dirigiu ao hotel. Na porta, ele foi questionado por jornalistas sobre os protestos contra bloqueios na educação que ocorrem em quase todo o Brasil nesta quarta.


Agentes de trânsito, conselheiros tutelares, caminhoneiros e políticos eleitos não vão precisar comprovar ‘efetiva necessidade’ para transportar armas fora de casa.

Um decreto do presidente Jair Bolsonaro publicado nesta quarta-feira (8) facilita o porte de arma para um conjunto de profissões, como advogados, caminhoneiros e políticos eleitos – desde o presidente da República até os vereadores. O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa.

  • LEIA A ÍNTEGRA DO DECRETO

O texto foi assinado por Bolsonaro em cerimônia no Palácio do Planalto na terça (7), quando ele citou apenas algumas das categorias que teriam o porte facilitado: caçadores, colecionadores e atiradores – conhecidos como CACs.

O Estatuto do Desarmamento prevê que, para obter o direito de porte, é preciso ter 25 anos, comprovar capacidade técnica e psicológica para o uso de arma de fogo, não ter antecedentes criminais nem estar respondendo a inquérito ou a processo criminal e ter residência certa e ocupação lícita.

Além disso, é preciso comprovar “efetiva necessidade por exercício de atividade profissional de risco ou de ameaça à sua integridade física”.

O decreto de Bolsonaro altera esse último requisito e afirma que a comprovação de efetiva necessidade será entendida como cumprida para as seguintes pessoas:

  • Instrutor de tiro ou armeiro credenciado pela Polícia Federal
  • Colecionador ou caçador com Certificado de Registro de Arma de Fogo expedido pelo Comando do Exército
  • Agente público, “inclusive inativo”, da área de segurança pública, da Agência Brasileira de Inteligência, da administração penitenciária, do sistema socioeducativo, desde que lotado nas unidades de internação, que exerça atividade com poder de polícia administrativa ou de correição em caráter permanente, ou que pertença aos órgãos policiais das assembleias legislativas dos Estados e da Câmara Legislativa do Distrito Federal
  • Detentor de mandato eletivo nos Poderes Executivo e Legislativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, quando no exercício do mandato
  • Advogado
  • Oficial de justiça
  • Dono de estabelecimento que comercialize armas de fogo ou de escolas de tiro ou dirigente de clubes de tiro
  • Residente em área rural
  • Profissional da imprensa que atue na cobertura policial
  • Conselheiro tutelar
  • Agente de trânsito
  • Motoristas de empresas e transportadores autônomos de cargas
  • Funcionários de empresas de segurança privada e de transporte de valores

Além do porte, o texto altera as regras sobre importação de armas e sobre o número de cartuchos que podem ser adquiridos por ano – que passam de 50 para 1 mil em caso de armas de uso restrito e 5 mil, nas de uso permitido.

G1


Começa no próximo dia 1º de maio o prazo para vacinação de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa. De acordo com a Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec), a expectativa é alcançar 8,6 milhões de animais em todo o estado.

A campanha de vacinação segue até o dia 31 de maio. Ao todo 56,4 mil propriedades rurais deverão comprovar a vacinação dos animais. A multa para quem deixar de vacinar é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada.

A vacina deve ser adquirida em lojas veterinárias licenciadas. Depois da compra, o criador terá 10 dias para comprovar a vacinação em qualquer unidade da Adapec.

De acordo com o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, a vacinação fortalece a cadeia produtiva mantendo o Tocantins livre da doença. “O status sanitário remete a qualidade da nossa carne e consequentemente o desenvolvimento de todos os setores. Por isso é tão importante estarmos atentos e unidos preservando o que foi conquistado”, disse.

Veja recomendações da os proprietários na hora de vacinar o rebanho:

  • Manter a vacina na temperatura ideal, entre 2°C e 8ºC, até o momento da vacinação.
  • Reunir o rebanho e vacinar nas horas mais frescas do dia.
  • Usar agulhas novas, adequadas e limpas. O ideal é trocar a agulha a cada 10 aplicações para evitar caroços e inflamações.
  • Vacinar na tábua do pescoço do animal, podendo ser no músculo ou embaixo da pele.

Os medicamentos vão ficar mais caros a partir do dia primeiro de abril. De acordo com a Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrapar), o reajuste anual será de 4,33%, uma média da inflação mais a produtividade do setor farmacêutico. O cálculo foi baseado no Fator de Ajuste de Preços Relativos Entre Setores (Fator Y), fixado em 0,443% pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, do Ministério da Saúde, e publicado no Diário Oficial da União (DOU) da última segunda-feira.

O índice oficial será divulgado pelo Ministério da Saúde até o próximo dia 31 de março, também pelo DOU. O presidente da Febrapar, Edson Tomascia, diz que o reajuste já estava previsto e engloba os custos da indústria farmacêutica desde o último aumento, em abril de 2018. “A base é a inflação mais a produtividade do ano. Com inflação baixa e crescimento baixo deve gerar impacto, mesmo abaixo da inflação do período como ocorreu nos últimos anos”, afirma.

em abril, mas ele não compensa os custos da indústria que são calculados em dólar, e as farmácias não podem evitar o repasse ao consumidor porque já vão comprar com preços novos. “A alternativa para quem faz uso contínuo de remédios, se tiver condições, é antecipar as compras para driblar o aumento”, sugere.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Pernambuco (Sincofarma), Ozéas Gomes, afirma que os reajustes, nos últimos cinco anos, não representam as despesas que sobem, anualmente, sempre acima da inflação. “Salários dos funcionários, luz, água, impostos, e outras despesas fixas, sobem cerca de 10% por ano”, justifica. Segundo Gomes, o impacto é ainda maior em Pernambuco, onde 75% das 3.000 farmácias representadas pelo Sincofarma são micro ou pequenas empresas.

Os cálculos para o aumento de 2019, segundo o Ministério da Saúde, seguem os critérios usados a partir de 2015, a fim de melhor adequar o índice à realidade do mercado farmacêutico, favorecendo a concorrência. “A fórmula de cálculo, aprovada por consulta pública, garante maior transparência, por detalhar toda metodologia de cálculo do ajuste; maior segurança, por utilizar apenas fontes oficiais e públicas; maior previsibilidade, por determinar datas de divulgação dos fatores; e maior racionalidade, por estimar com maior precisão a concorrência de mercado e por usar fontes que refletem melhor todo o mercado brasileiro de medicamentos”.


O ex-senador Magno Malta concedeu uma entrevista a uma emissora de rádio e prometeu processar os autores de uma matéria com especulações sobre o suposto rompimento entre ele e sua esposa, a cantora e deputada federal Lauriete (PR-ES), e pediu orações por sua saúde.

Na última semana, especulações sobre o fim do casamento entre Magno Malta e Lauriete surgiram nas redes sociais e ganharam notoriedade em uma matéria de um portal capixaba. Já na última segunda-feira, 04 de fevereiro, o ex-senador havia usado seu perfil no Instagram para desqualificar as especulações, que sugeriam um caso de adultério como motivo da separação.

“Quando você luta por valores, defesa das crianças e família tradicional, se prepare que vem ataque sujo de gente inescrupulosa de todo lado!”, escreveu Malta na legenda de uma foto.

Agora, na entrevista à rádio A Cor da Vida FM, Malta disse que há pessoas que acreditam que a “internet é terra de ninguém” e adotam uma postura “nefasta”, e por isso espalham rumores sem pudor.

“Você fala o que quer, não é obrigado a provar, se esconde, quando é chamado na Justiça, diz que foi gasparzinho. Põe a culpa em gasparzinho, ‘não foi ninguém, eu ouvi falar’. Eu estou aqui para dizer que isso é um crime horroroso, e dizer às pessoas que, gente como eu, que já recebeu centenas de ataques pelas minhas posições contra o narcotráfico, pedofilia, defesa de valores, defesa de pessoas, da família tradicional, de vez em quando aparece um [tentando prejudicar]”, disse o senador.

“Agora, um ataque à minha honra, ao meu casamento, a mim, a Lauriete, sabe? E se vangloriando disso! Por isso eu quero dizer a todos vocês que receberam essa notícia mentirosa, criminosa, safada, que tudo isso é mentira, invenção, daqueles que acham que podem destruir a honra alheia”, acrescentou o ex-senador, prometendo processar os autores dos rumores.

Medula

Malta ficou internado em Brasília entre a quarta-feira, 30 de janeiro e a última segunda, 04 de fevereiro, para tratar de sua medula. Ele sofreu uma lesão anos atrás em um acidente. Após receber alta, publicou um vídeo no Instagram agradecendo as orações.

“Obrigado pelas orações. Vocês sabem que eu fui internado na quarta-feira próxima passada, recebi alta hoje para tratamento da minha medula. Eu sou lesionado, os problemas se agravaram, mas […] Deus tem me guardado, tem estado comigo o tempo inteiro, e eu confio nisso. Estou na mão de Deus. Recebi alta para poder, amanhã, começar um tratamento, um procedimento nos meus joelhos. E continua o procedimento na minha medula. […] Ore por mim”, afirmou.

Na entrevista à emissora de rádio, Malta mencionou a situação de seu saúde e também pediu orações: “Peço a vocês que orem, que coloquem nossa vida na mão de Deus. Lauriete está aqui na Câmara Federal trabalhando, e eu estou aqui lutando com a minha saúde”.


Um assalto terminou de maneira inesperada no último domingo, 27 de janeiro, quando o ladrão que tentava roubar o carro do pastor sofreu um infarto fulminante e caiu morto. A cena foi flagrada por câmeras de segurança da rua e divulgadas à imprensa.

O pastor e sua família estavam no interior do veículo estacionado quando foram abordados por três marginais, que anunciaram o assalto. Quando o pastor abriu a porta do carro, o homem que abordou a família sentiu-se mal e caiu, já inconsciente. Os outros dois assaltantes fugiram do local.

De acordo com informações do telejornal SBT Notícias, o caso foi registrado na cidade de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, por volta das 22h00.

O vídeo da câmera de segurança mostra que toda a abordagem aconteceu de forma rápida. O assaltante que sofreu o infarto havia se posicionado ao lado da porta do motorista do veículo e forçado a porta para abrir, anunciando o assalto. Quando o pastor abriu a porta, o homem se afastou do carro e caiu no chão. O criminoso não teve sua identidade revelada.

“Eu estava aqui no portão e vi o pessoal correndo. Eu achei que alguém tivesse sido atropelado, mas não, era um assalto”, disse um vizinho à reportagem.

Foi registrado um Boletim de Ocorrência para a tentativa de assalto, mas até agora ninguém foi preso. A Polícia Militar deve usar as imagens das câmeras de segurança para tentar localizar os outros criminosos, que usavam blusas com capuz.


Uma barragem da mineradora Vale se rompeu nesta sexta-feira (25), em Brumadinho, cidade na região metropolitana de Belo Horizonte. Números parciais divulgados pelo Corpo de Bombeiros apontam para 4 feridos e 200 desaparecidos.

O comando das operações de resgate foi montado no Centro Social do Córrego do Feijão, nas proximidades de um campo de futebol e da igreja católica de Brumadinho.

O campo de futebol está sendo utilizado como área de avaliação e triagem das vítimas para atendimento médico, além de estacionamento. Estão mobilizado no local 51 bombeiros e 6 aeronaves.

Segundo os bombeiros, aeronaves estão resgatando pessoas ilhadas em diversos pontos. Às 15h50, os rejeitos atingiram o Rio Paraopeba


Uma barragem da mineradora Vale se rompeu nesta sexta-feira (25), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estão indo para a região do Córrego do Feijão. Ainda não há confirmação se há feridos no local.

A Vale informou que o rompimento ocorreu no início da tarde de hoje, na Mina Feijão. As primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco.

“A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade”, disse.

O que se sabe até agora

  • Rompimento ocorreu no início da tarde na Mina do Feijão, da Vale, em Brumadinho
  • Corpo de Bombeiros e Defesa Civil municipal e estadual estão mobilizados
  • Prefeitura emitiu alerta para que população se mantenha longe do leito do Rio Paraopeba
  • Por precaução, o Instituto Inhotim está retirando funcionários e visitantes do local
  • Ainda não informações sobre vítimas

De acordo com a Defesa Civil, os moradores que moram na parte mais baixa da cidade estão sendo retirados das casas. O helicóptero do Corpo de Bombeiros está sobrevoando o local.

O secretário de Estado do Meio Ambiente, Germano Vieira, também está indo para lá.


Durante um assalto a uma residência, na Zona Norte de Recife uma mulher ora em “línguas estranhas” e arma de assaltante falha.

Imagens de câmera de segurança flagram o momento em que os criminosos chegam à casa e fazem perguntas sobre bolos que são vendidos no local. Após as informações, os bandidos pedem o contato do comerciante e pulam o muro da residência para anunciar o assalto.

Na casa, estavam o comerciante, a mãe dele de 82 anos e a cuidadora da idosa. Nas imagens é possível ouvir o momento em que a cuidadora fala “linguas estranhas” e em seguida, os bandidos fogem da casa.

ASSISTA:

Em entrevista a um jornal local, o comerciante conta que os bandidos o agrediram no rosto e chegaram a atirar duas vezes mas a arma falhou. Até o momento da publicação, não há informações sobre a prisão dos criminosos.