Um grupo de caminhoneiros autônomos confirmou uma paralisação nacional a partir das 6h do dia 16 de dezembro, próxima segunda-feira, que deve atingir cerca de 70% da categoria.

A informação circulou através do aplicativo de mensagem instantânea, WhatsApp, e foi divulgada pela Revista Fórum. “Nós temos um governo que só fez nos enganar. Muitas mentiras, promessas antes da campanha. E o que foi que ele fez para nós? Nada. Só virou as costas para os caminhoneiros. Como vocês podem acreditar num homem desses?”, afirmou o caminhoneiro identificado como Genivaldo, de Itabaiana (BA),

E continuou: “Todas as lideranças estavam a favor da paralisação. Alguma coisa aconteceu que todo mundo se calou, como o Chorão e o Júnior de Ourinhos. Não sei se está bom para eles. Mas para nós não está”, disse.

Outro caminhoneiro identificado como Sergio Bucar lembra os 11 aumentos consecutivos de gasolina, óleo diesel e gás de cozinha e também pede o apoio da população. “Convoco a população brasileira. Vamos parar o Brasil. Queremos que na segunda-feira dia 16 às 6 horas da manhã já esteja tudo parado “, disse o motorista.

Já Luís Fernando, do Mato Grosso do Sul, enfatizou que a população não pode aceitar a política de preços da Petrobras. “Ela enfia os aumentos goela abaixo e o governo diz que não pode intervir. A gente paga impostos. E a Constituição diz que todo poder emana do povo. Pedimos o apoio da população”, disparou.

Governo minimiza possível greve:

O Executivo federal avalia que o risco de ocorrer nova greve dos caminhoneiros é baixo, segundo informou o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, na noite desta segunda-feira (09/12/2019). “Entendemos que é pequena a possibilidade”, disse.

Embora a categoria esteja claramente dividida, e aparentemente reticente sobre novo protesto em curto prazo, há movimentação para que seja realizada uma paralisação na próxima semana, em decorrência, principalmente, da insatisfação quanto ao aumento do preço dos combustíveis. Marconi França, um dos líderes dos caminhoneiros autônomos, pediu apoio de estados durante uma reunião com a Central Única dos Trabalhadores do Rio de Janeiro (CUT-RJ) na última semana. A solicitação foi rejeitada por outros colegas da classe, mas França manteve a previsão de que até 70% da categoria vão parar a partir da 0h de segunda-feira (16/12/2019).


O Ministério da Cidadania juntamente com a Secretaria Especial do Desenvolvimento Social acaba de confirmar as datas de pagamento do 13º salário do Programa Bolsa Família. Os dias já podem ser conferidos através do calendário oficial.

O pagamento será feito conforme o calendário de dezembro. As datas devem variar conforme o último número NIS e os valores devem ser proporcionais ao período em que recebeu o benefício neste ano de 2019.

Décimo Terceiro do Bolsa Família: Calendário de pagamentos

Os pagamentos do 13º do Bolsa Família começam dia 10 de Dezembro de 2019 e seguem até dia 23. Confira abaixo o calendário de pagamentos e saiba quando irá receber seu dinheiro do abono.

13º do Bolsa Família – Calendário de Pagamentos
NIS Data de Pagamento
1 10/12
2 11/12
3 12/12
4 13/12
5 16/12
6 17/12
7 18/12
8 19/12
9 20/12
0 23/12

Após ser empurrada, mulher bateu a cabeça no chão e ficou desacordada por alguns segundos

Uma mulher de 29 anos foi agredida por um homem, que ainda não foi identificado, durante uma confusão em um bar na rua Alberto Cintra, no bairro União, região Nordeste de Belo Horizonte. Após o ato, que aconteceu na noite desse domingo (24), o suspeito fugiu do local.

Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima contou que estava no estabelecimento com alguns amigos, quando solicitou uma mesa para ficar. Esta, ficaria ao lado de uma outra mesa, que estava ocupada por alguns clientes.

Estes, então, não concordaram com a “junção” das mesas, o que fez com que eles começassem a discutir, com troca de xingamentos e palavras de baixo calão. Na imagem, é possível ver que a mulher conversava com o gerente do bar, quando um dos clientes vai atrás dela e a empurra. Veja:

Após ficar desacordada no chão por alguns segundos, ela se levantou e foi atrás do agressor. Mesmo com algumas pessoas tentando separar a briga, ele deu um soco no rosto dela. Segundo testemunhas, o autor, que tem aproximadamente 1,90 m de altura, fugiu do local a pé, em direção à avenida Cristiano Machado.

De acordo com o pai da mulher agredida, que é sargento da PM, o agressor ainda não foi identificado, mas as buscas continuam. “A gente ainda está na procura dele, e queremos encontrá-lo”, disse.

A vítima dispensou atendimento médico. O suspeito estava acompanhado por outros dois homens e uma mulher.

Posição

Um dos donos dobar  informou a reportagem de O TEMPO que nenhum funcionário conhece o agressor e que vão colaborar com a polícia para encotnrar o suspeito. “Ninguém sabe quem é ele, eu mesmo nunca tinha visto.O bar deu todo suporte à vítima. Nós repudiamos qualquer tipo de violência e vamos dar todo apoio para que esse homem seja preso”, disse.


O narrador Galvão Bueno, da TV Globo, sentiu um mal-estar na manhã desta terça-feira, em Lima, no Peru. Ele já estava no palco da final da Libertadores, no próximo sábado, entre Flamengo e River Plate (ARG), e foi levado a um hospital na região de Miraflores.

Ainda não se tem muitas informações sobre seu estado de saúde, mas em nota, o Grupo Globo comunicou que Galvão precisará passar por um cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana. Ele não vai narrar a decisão da Libertadores e será substituído por Luis Roberto.


Uma aeronave caiu durante o pouso na pista de um resort em Barra Grande, distrito de Maraú, na região sul da Bahia, na tarde desta quinta-feira (14). Segundo informações da assessoria de comunicação da prefeitura da cidade, o acidente ocorreu pouco depois das 14h.

Não há informações de feridos ou mortos. A prefeitura informou que, conforme as informações iniciais, todas as pessoas que estavam na aeronave conseguiram sair antes do fogo tomar conta do avião.

Ainda não há informações sobre quantas pessoas estavam no avião e nem sobre o que provocou a queda da aeronave.

Conforme registro da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), aeronave, um bimotor Cessna C550, de prefixo PT- LTJ, é de propriedade do empresário José João Abdalla Filho. Não se sabe se ele estava na aeronave, que foi fabricada em 1981.

O pescador Ronaldo Amaral disse que viu o momento em que a aeronave deu uma volta no ar e depois começou a cair. “Eu estava pescando e vi o avião passando por cima de mim. Ele fez uma volta bem rápida e, depois, voltou para a pista. Em questão de segundos a fumaceira subiu”, destacou.


O presidente da República Brasileira Jair Messias Bolsonaro assinou segunda-feira (11) Medida Provisória (MP) extinguindo, a partir de 1º de janeiro de 2020, o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por veículos automotores de via terrestre, o chamado DPVAT. De acordo com o governo, a medida tem por objetivo evitar fraudes e amenizar os custos de supervisão e de regulação do seguro por parte do setor público, atendendo a uma recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU). 

Pela proposta, os acidentes ocorridos até 31 de dezembro de 2019 continuam cobertos pelo DPVAT. A atual gestora do seguro, a Seguradora Líder, permanecerá até 31 de dezembro de 2025 como responsável pelos procedimentos de cobertura dos sinistros ocorridos até a da de 31 de dezembro deste ano.

“O valor total contabilizado no Consórcio do Dpvat é de cerca de R$ 8,9 bilhões, sendo que o valor estimado para cobrir as obrigações efetivas do Dpvat até 31/12/2025, quanto aos acidentes ocorridos até 31/12/2019, é de aproximadamente R$ 4.2 bilhões”, informou o Ministério da Economia.

De acordo coma pasta, o valor restante, cerca de R$ 4.7 bilhões, será destinado, em um primeiro momento, à Conta Única do Tesouro Nacional, em três parcelas anuais de R$ 1.2 bilhões, em 2020, 2021 e 2022.

“A medida provisória não desampara os cidadãos no caso de acidentes, já que, quanto às despesas médicas, há atendimento gratuito e universal na rede pública, por meio do SUS [Sistema Único de Saúde]. Para os segurados do INSS [Instituto Nacional do Seguro Social], também há a cobertura do auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, auxílio-acidente e de pensão por morte”, acrescentou o ministério.

A MP extingue também  o Seguro de Danos Pessoais Causados por Embarcações, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não (DPEM). Segundo o ministério, esse seguro está sem seguradora que o oferte e inoperante desde 2016.


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve o pedido de soltura determinada pela Justiça Federal, através de decisão do juiz federal Danilo Pereira Júnior. A defesa de Lula entrou com pedido para que ele fosse liberado da carceragem nesta sexta-feira (8), um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubar a prisão de condenados em segunda instância.

Os ministros do Supremo decidiram nesta quinta-feira (7), por 6 a 5 que, segundo a Constituição, ninguém pode ser considerado culpado até o trânsito em julgado (fase em que não cabe mais recurso) e que a execução provisória da pena fere o princípio da presunção de inocência.

O petista está preso desde 7 de abril de 2018 na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba. O ex-presidente cumpre pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias. Lula foi condenado em duas instâncias no caso do triplex em Guarujá, em São Paulo, e ainda aguarda julgamento de recursos em cortes superiores. O ex-presidente nega as acusações e diz ser inocente.

Lula já cumpre pressupostos necessários para progredir para o regime semiaberto. Ele já atingiu 1/6 da pena em 29 de setembro deste ano. O Ministério Público Federal chegou a pedir a mudança para a prisão domiciliar, mas os advogados do ex-presidente aguardam a absolvição.


Um homem chamou a atenção ao entrar em uma agência bancária com um cavalo, em Várzea Paulista (SP). A imagem, registrada no fim de semana, viralizou nas redes sociais nesta terça-feira (29).

O dono do cavalo, que preferiu não se identificar, disse que ia para um restaurante que não aceita pagamento com cartão, por isso teve que tirar dinheiro na agência que fica na Avenida Fernão Dias Paes Lemes, no Centro. Ele não teve confiança em deixar o animal na rua, com medo de ser roubado.

O cavalo tem 9 anos e foi batizado de Imperador. A história da dupla começou há dois anos, quando o animal foi encontrado abandonado em um bairro de Jundiaí. Estava magro e maltratado.

Depois de adotado, ele ganhou tratamento VIP e virou um bicho de estimação. Pelo menos três vezes por semana o dono passeia a cavalo.

A assessoria do Banco Itaú informou que não pode fornecer as imagens das câmeras de segurança, mas disse que recomenda que as pessoas não entrem com animais nas agências por questões de segurança dos clientes e também do próprio animal.

No entanto, não há nenhuma proibição específica para casos como este. Na nota, o banco afirma também que não houve danos à estrutura da agência e que opera normalmente. G1.


O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou que ao menos três pessoas morreram e três ficaram feridas na queda de um avião de pequeno porte, no bairro Caiçara, na região Noroeste de Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira.

A aeronave caiu sobre carros que estavam na rua Minerva. De acordo com a equipe de resgate, a identidade das vítimas e a causa do acidente ainda são desconhecidas. Imagens feitas pela TV Record Minas mostram o local da queda.


A ONG ambiental Redemar da Bahia e o Sindicato dos Petroleiros da Bahia, ajuizaram ação na Justiça Federal pedindo que a SHELL forneça documentos e informações relacionados aos barris de lubrificantes de propriedade da empresa que foram encontrados na Praia do Formosa, em Sergipe e eventuais outros Estados.

A ação também inclui pedido para que o IBAMA forneça documentos e estudos que possua relacionados aos fatos. Análises realizadas pela Universidade Federal do Sergipe constataram que esses barris conteriam o mesmo petróleo cru que vem poluindo o litoral nordestino desde o final de agosto deste ano.

O Presidente da REDEMAR, William Freitas, argumenta que “é importante cruzar as informações e ter certeza dos culpados por esse desastre que atingiu em cheio toda região nordeste e que vai prejudicar diretamente aos povos do mar, ao turismo e a longo prazo a depender da decantação por décadas das áreas atingidas”.

Para Deyvid Barcelar, dirigente do Sindipetro-BA, é direito saber, assim como, é obrigação da Shell e o IBAMA informarem, a origem desse óleo que polui e destrói as praias e o bioma marinho do Nordeste. “Queremos saber se isso é mais uma consequência do péssimo modelo de atuação das petrolíferas privadas que corrompem e poluem diversos países. A Petrobrás, patrimônio nacional, sempre atuou de forma proativa no caso de grandes acidentes ambientais, auxiliando a União, Estados e Municípios”, comenta.

Segundo o advogado Maximiliano Garcez, “caso a ação seja julgada procedente, a SHELL, maior empresa Petroleira privada do mundo, seria obrigada a fornecer os documentos requeridos, e estes podem ser subsídios importantes para o ajuizamento de ações que responsabilizem os culpados pelos enormes danos ambientais”.