Blog do Edyy

Itarantim: Polícia Militar esclarece disparos de arma de fogo: “Cidade está tranquila”

Uma informação repassada à redação do Blog do Edyy no final da noite desta sexta-feira (15), sobre um possível disparos de arma de fogo, nas imediações da Rua da Palha, em Itarantim, essa informação não procede.

De acordo com a Polícia Militar, um ocupante de um veículo não identificado teria efetuado dois disparos de arma de fogo para o alto, na saída para Jordânia.

Em contato com a redação, a polícia informou que a cidade está tranquila e no momento realiza uma operação em conjunto com a Polícia Militar de Potiraguá e a Guarda Civil Municipal.

Itarantim: Polícia Militar esclarece disparos de arma de fogo: “Cidade está tranquila”

Uma informação repassada à redação do Blog do Edyy no final da noite desta sexta-feira (15), sobre um possível disparos de arma de fogo, nas imediações da Rua da Palha, em Itarantim, essa informação não procede.

De acordo com a Polícia Militar, um ocupante de um veículo não identificado teria efetuado dois disparos de arma de fogo para o alto, na saída para Jordânia.

Em contato com a redação, a polícia informou que a cidade está tranquila e no momento realiza uma operação em conjunto com a Polícia Militar de Potiraguá e a Guarda Civil Municipal.


 

Urgente em Itarantim: Tiros e muita correria na Rua da Palha

Segundo informações que acabam de chegar na redação do Blog do Edyy, o final da noite desta sexta-feira (15), terminou com disparos de arma de arma de fogo, na cidade de Itarantim.

O fato aconteceu na Rua vasco da Gama, mais conhecido como Rua da Palha. Segundo relatou uma testemunhas, vários tiros foram disparados na localidade e houve muito corre corre.

A Polícia Militar foi acionada para checar a veracidade. Não há informações se alguém foi atingido pelos disparos.

Bahia contabiliza 5.471 casos de Covid-19 em 24 horas e se aproxima do pico registrado em julho

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 5.471 casos de Covid-19, segundo maior número desde o início da pandemia. Isto é reflexo, sobretudo, das festas e aglomerações ocorridas no final do ano e da retomada das notificações por parte de alguns municípios que tiveram as equipes de vigilância reestruturadas devido às novas gestões. O recorde do número de casos, dentro de 24 horas, ocorreu em 22 de julho, quando foram contabilizados 6.401 casos.

Dos 528.539 casos confirmados desde o início da pandemia, 508.189 já são considerados recuperados e 10.775 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível no Business Intelligence.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (22,59%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (10.625,65), Muniz Ferreira (8.703,85), Conceição do Coité (8.593,05), Itabuna (8.272,56), Jucuruçu (8.174,45).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 932.654 casos descartados e 130.560 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira (15).

Na Bahia, 38.408 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse

Óbitos

O boletim epidemiológico desta sexta-feira (15) contabiliza 32 óbitos que ocorreram em diversas datas. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 9.575, representando uma letalidade de 1,81%. Dentre os óbitos, 56,52% ocorreram no sexo masculino e 43,48% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,12% corresponderam a parda, seguidos por branca com 19,29%, preta com 14,68%, amarela com 0,65%, indígena com 0,13% e não há informação em 10,13% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,92%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,61%).


 

Região: Jovem de apenas 15 anos comete suicídio

Erika Miranda Fonseca, 15 anos, foi encontrada morta por familiares. Segundo informações, a garota se enforcou com um cinto dentro da própria casa onde morava, no bairro Irmã Dulce, em Itabela.

O corpo da garota foi removido para o Instituto Médico Legal de Porto Seguro para os procedimentos de necropsia. As informações ainda dão conta que a adolescente estava sofrendo de depressão. (Blog Paulo José)


 

Urgente em Potiraguá: Loja de celulares é assaltada em plena luz do dia

Três bandidos armados assaltaram uma loja de celulares no final da tarde desta sexta-feira (15), por volta da 17h00, na Praça da Feira, em Potiraguá.

Dois homens e uma mulher entraram na loja e anunciaram o assalto. Um estava em posse de uma arma de fogo e rendeu a vendedora colocando a arma em sua cabeça e a prenderam dentro do banheiro.

Segundo informações colhidas pelo Blog do Edyy, os criminosos levaram cerca de nove celulares digitais, incluindo o celular da jovem balconista.

Ainda segundo as informações os ladrões estariam a bordo de um carro de passeio, um pálio preto e fugiram em sentido ignorado. A Polícia Militar foi acionada e iniciaram as buscas dos criminosos.

 

Suspeito morre durante ação policial no Rio Jequitinhonha

Fonte: Via41

No final da manhã desta quarta-feira (13/01),  a Polícia Militar recebeu uma denúncia que  um casal estava cometendo vários crimes com armas de fogo na região.

As guarnições deslocaram para averiguação dos fatos em seguinda chegou uma informação de que o mesmo casal teria roubado uma lancha próximo a Canavieiras, também amarrando o proprietário, causando agressões físicas e psicológicas. Após incursões a pé e em embarcações no leito do rio, num dado ponto fora avistado o barco roubado, bem como um indivíduo com as características da denúncia próximo à Usina Hidrelétrica de Itapebi.

Os policiais deram a voz de abordagem ao indivíduo, a qual não foi obedecida, momento em que o suspeito sacou uma arma de fogo e passou a disparar contra as guarnições.

Houve uma troca de tiros e o suspeito foi atingido de imediato prestado socorro ao mesmo, a princípio sendo transportado de lancha, que era o meio mais rápido devido ao difícil acesso, posteriormente, de viatura até o Hospital de Itapebi, onde foi constatado o óbito pelo médico plantonista.

A lancha foi apresentada na delegacia de Itapebi, onde o proprietário já se encontrava.

Foi apreendidos; um revólver calibre 32 com uma munição intacta e quatro deflagradas.

Colapso em Manaus | Bebês prematuros serão tranferidos para outros estados

A Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas informou nesta sexta-feira (15) que vai transferir para outros estados brasileiros bebês prematuros internados em maternidades públicas amazonenses, por conta da falta de oxigênio dos hospitais.

Segundo a secretaria, os recém-nascidos serão transferidos a partir da autorização dos pais e serão acompanhados pelas mães nos voos que estão sendo preparados pelas autoridades locais.

O governo amazonense não informou a quantidade de bebês que serão transferidos, mas disse que “técnicos da secretaria estão trabalhando no planejamento da logística de transferência” e a os recém-nascidos “passarão por avaliação clínica” para saber se têm condições de transferência.

Os estados que receberão os bebês transferidos ainda não foram divulgado pela secretaria de saúde do Amazonas, mas nesta sexta o governo de São Paulo anunciou que vai disponibilizar leitos e assistência médica para bebês e gestantes internados em Manaus e que correm o risco de ficar sem oxigênio.

O sistema de saúde amazonense entrou em colapso após as internações por Covid-19 no estado baterem recorde. Nesta sexta, o governo do Paraná também ofereceu leitos de UTI neonatal para pacientes do Amazonas. De acordo com a secretaria estadual do Paraná, há a necessidade de transferência de 61 pacientes recém-nascidos.

O secretário da Saúde de SP, Jean Gorinchteyn, disse em coletiva de imprensa que tomou conhecimento da necessidade de leitos por meio da imprensa e prontamente entrou em contato com a secretaria da Saúde do Amazonas para oferecer suporte.

“Imediatamente já fizemos contato com o secretário da Saúde do Estado do Amazonas, o doutor Marcellus. Ele está fazendo um levantamento porque vários estados, de forma humanitária, estão acolhendo esses bebês. E não são apenas bebês, mas são também mulheres grávidas. São essas gestantes que também foram comprometidas pelo Covid e que necessitam de assistência. Então desta forma nós queremos saber quantas ainda precisam da nossa assistência e prontamente estaremos acolhendo aqui em SP”, disse Gorinchteyn.

Durante a coletiva de imprensa, o governador João Doria demonstrou irritação com a falta de oxigênio para bebês em Manaus.

“Acabo de falar com o secretário de Saúde e São Paulo atenderá integralmente esses 60 bebês. Eu já pedi a ele, ao término da coletiva, para falar com o secretário de estado do Amazonas. Nós acolheremos todos os bebês que puderem ser transportados aqui pra SP. É o fim do mundo isso. Pra quem é pai e quem é mãe, não tem oxigênio pra bebê? A irresponsabilidade do governo Bolsonaro, me choca isso, como brasileiro”, disse Doria.

 

Projeção no centro da cidade de São Paulo, SP, com os dizeres ¨Oxigênio pra Manaus¨, nesta quinta feira, 14. — Foto: ALLISON SALES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Projeção no centro da cidade de São Paulo, SP, com os dizeres ¨Oxigênio pra Manaus¨, nesta quinta feira, 14. — Foto: ALLISON SALES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Paraná oferece leitos

O Paraná ofereceu, nesta sexta-feira (15), 25 leitos de UTI neonatal para pacientes do Amazonas, segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). O pedido de ajuda foi feito pelo Ministério da Saúde para a Sesa. De acordo com a secretaria, há a necessidade de transferência de 61 pacientes recém-nascidos.

Paraná ofereceu 25 leitos de UTI neonatal para pacientes do Amazonas — Foto: Divulgação/Sesa

Paraná ofereceu 25 leitos de UTI neonatal para pacientes do Amazonas — Foto: Divulgação/Sesa

Não há confirmação de que o Paraná vá receber pacientes. Segundo a Sesa, se a transferência acontecer, o transporte deve ser realizado pelo Ministério da Saúde.

Os leitos oferecidos ficam em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. São 15 leitos de UTI neonatal no Hospital do Rocio e outros 10 no Hospital Infantil Waldemar Monastier, em Campo Largo.

Envio de respiradores

O governador de SP anunciou ainda que irá enviar quarenta respiradores a cidade de Manaus. Segundo João Doria (PSDB), os respiradores que serão enviados são desenvolvidos pela Universidade de São Paulo (USP). O governador disse ainda que o estado vai oferecer leitos em hospitais públicos e privados para pacientes do Amazonas que puderem ser transportados até São Paulo.

“Solicitei à USP para encaminharmos imediatamente para o Amazonas quarenta respiradores. Quarenta respiradores produzidos na Universidade de São Paulo, demonstrando a capacidade tecnológica desta grande universidade para o atendimento emergencial àqueles que estão sofrendo com a Covid-19 no estado do Amazonas.”, disse Doria.

“Orientei também o nosso secretário da saúde em SP a disponibilizar leitos nos hospitais públicos e a gerenciar leitos em hospitais privados para aqueles que puderem ser transportados até São Paulo para o atendimento prioritário”, completou.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), apresenta o respirador produzido pela Universidade de São Paulo (SP) que será enviado para Manaus, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na zona sul da capital paulista, nesta sexta-feira, 15 de janeiro de 2021. — Foto: VINICIUS NUNES/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), apresenta o respirador produzido pela Universidade de São Paulo (SP) que será enviado para Manaus, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na zona sul da capital paulista, nesta sexta-feira, 15 de janeiro de 2021. — Foto: VINICIUS NUNES/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO

Durante coletiva de imprensa nesta sexta, Doria voltou a fazer críticas ao governo federal e responsabilizou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pela crise no Amazonas.

“Tenho a sensação de que o governo Bolsonaro gosta do cheiro da morte, e não de celebrar a vida, pois se quisesse celebrar a vida já teria contribuído com o estado do Amazonas para oferecer condições mínimas de atendimento aos brasileiros que lá vivem. Não teríamos assistido às cenas dramáticas que vimos ontem na televisão”, afirmou o governador.

 

O governador João Dória apresenta respirador da USP durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo (SP), nesta sexta-feira (15), para atualização da situação da Covid-19 no estado.  — Foto: DANILO M YOSHIOKA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O governador João Dória apresenta respirador da USP durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo (SP), nesta sexta-feira (15), para atualização da situação da Covid-19 no estado. — Foto: DANILO M YOSHIOKA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Segundo Marcelo Zuffo, professor da USP e responsável pelos equipamentos de suporte à respiração, os primeiros respiradores devem ser enviados ainda nesta sexta (15) para cinco hospitais da cidade. A previsão é a de que todos eles cheguem à região de Manaus até a próxima terça-feira (19).

“Há praticamente dez dias nós estamos em forte interação com cinco hospitais de Manaus: Santa Júlia, Santa Alberta, Delfina, Hospital Adventista e o Beneficência, e foi constituída uma comunidade para receber esses ventiladores e hoje nós começamos a embarcar os primeiros lotes. Até terça da semana que vem nós teremos 40 ventiladores em pleno uso na região de Manaus”, disse Zuffo.

De acordo com o governador, uma companhia aérea vai fazer o transporte dos equipamentos até Manaus.

“Conseguimos a solidariedade da Latam para encaminhar, transportar e entregar imediatamente à Secretaria da Saúde do Estado do Amazonas esses 40 respiradores. É uma pequena ajuda, mas é um sentimento solidário do estado de SP aos seus irmãos do estado do Amazonas”, disse Doria.

Colapso em Manaus

Amazonas está sob toque de recolher por 10 dias

Sobrecarregados, os hospitais de Manaus ficaram sem oxigênios para pacientes. Médicos transportando cilindros nos próprios carros para levar ao hospital e familiares tentando comprar o insumo foram algumas das cenas registradas pelo G1 nesta quinta. Doentes começaram a ser levados para outros estados. Cemitérios estão lotados e instalaram câmaras frigoríficas.

Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) carregados com cilindros de oxigênio chegaram a Manaus no início da madrugada desta sexta-feira (15). Eles foram enviados de Guarulhos para ajudar na crise de saúde que assola o estado do Amazonas.

No total, 386 cilindros de oxigênio foram transportados, com mais de 18 toneladas. Eles serão utilizados pelos hospitais no atendimento aos pacientes da Covid-19 no estado.

Nesta quinta (15), durante transmissão ao vivo por uma rede social ao lado do presidente Jair Bolsonaro, Pazuello havia dito que há um “colapso” no sistema de saúde de Manaus.

No último domingo, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), enviou um pedido de ajuda aos governadores do país por conta da “iminência de sofrer desabastecimento” de oxigênio.

A partir desta sexta-feira (15), o estado iniciou toque de recolher por 10 dias. Ninguém pode sair de casa entre 19h e 6h. A medida é uma tentativa de conter a propagação do vírus.

Mais ajuda

A empresa White Martins, principal fornecedora de oxigênio do governo do Amazonas, também conseguiu disponibilizar cilindros para o estado. A Polícia Militar da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) realizou, na tarde de quinta-feira (14), a escolta de cilindros de oxigênio destinados a pacientes internados com Covid-19.

Policiais militares levam cilindros de oxigênio para Manaus — Foto: Divulgação/PMAM

Policiais militares levam cilindros de oxigênio para Manaus — Foto: Divulgação/PMAM

Os cilindros chegaram pelo Aeroporto Internacional Eduardo Gomes e foram entregues à Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), no bairro Praça 14, zona sul de Manaus, segundo nota da PM.

Ao todo, foram 150 cilindros, sendo 80 destinados ao interior do estado e os outros 70 para unidades hospitalares da capital.

De acordo com a Polícia Militar, duas viaturas com oito policiais realizaram a escolta dos cilindros de oxigênio para agilizar a chegada do material, principalmente em razão do tráfego e da necessidade de dar celeridade à entrega.

A empresa também informou ter identificado a disponibilidade do produto em suas operações na Venezuela e que neste momento está atuando para viabilizar a importação do produto para a região”.

Recorde de casos

Nesta quinta-feira, o estado do Amazonas registrou 3.816 novos casos de Covid-19, sendo 2.516 somente em Manaus. Foi o maior número de novos casos registrados no estado e na capital amazonense desde o início da pandemia, em março de 2020.

Com os números desta quinta, o total de casos confirmados da doença chega a 223.360 em todo o estado, segundo dados do boletim divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).

O número de mortes subiu para 5.930, com mais 51 mortes causadas pela doença. Do total, 44 óbitos ocorreram nas últimas 24 horas e outros sete foram registrados em dias anteriores, mas confirmados agora. Além disso, foram 254 novas hospitalizações apenas na capital.

Manaus voltou a bater o recorde de internações diárias. Foram 254 novas hospitalizações na capitalnúmero mais alto registrado no estado desde o início da pandemia, mesmo com o colapso na rede de saúde vivido entre abril e maio de 2020. Outras quatro internações foram registradas no interior do estado, fazendo o total de casos chegar a 258 no estado. G1

Urgente: Associação confirma greve dos caminheiros em 1º de fevereiro; Bahia vai aderir

Está confirmada uma paralisação dos caminheiros em todo o Brasil no dia 1º de fevereiro e a Bahia está preparada para aderir. A informação foi anunciada pelo presidente da Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB), José Roberto Stringasci, nesta sexta-feira (15), durante entrevista ao Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM 92,3. Ele ainda criticou o posicionamento do governo, descaso e falta de negociação do presidente Jair Bolsonaro e fez críticas a representação da categoria.

Stringasci destacou que a principal pauta dos caminhoneiros está relacionada aos preços dos combustíveis. “A questão primordial é a do combustível. O preço está um absurdo, não temos condição de trafegar assim”, sinalizou o representante.

“Toda semana aumenta combustível. Então a categoria está pedindo redução imediata do preço para que tenha um preço nacional do combustível com reajuste anual ou a cada seis meses. A categoria não suporta o aumento”, disse durante a entrevista.

Nesta quinta-feira (15) o ministro da Infraestrutura do governo de Jair Bolsonaro, Tarcísio de Freitas, se reuniu com entidades e representantes da categoria para discutir o tema. Stringasci reclamou do fato da Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil não ter sido convidada para a discussão.

A única chance dos caminhoneiros recuarem na decisão de realizar a greve em 1º de fevereiro é se o próprio presidente Jair Bolsonaro entrar na negociação, afirmou o presidente da ANTB. “Primeiro lugar pedindo que na reunião o presidente se faça presente, uma vez que todo esse tempo que categoria vem aguardando solução, e que não foi dado, agora quer que o presidente esteja junto”, ponderou.

Segundo ele, a estimativa da Associação é de que 60% da categoria vai aderir à paralisação. Stringasci aproveitou a oportunidade para convocar mais caminhoneiros para aderirem a greve. BN


 

Rondesp resgata homem que seria executado por “tribunal do crime”

Na cidade de Eunápolis, policiais militares da Rondesp conseguiram resgatar um homem de 20 anos que, possivelmente, seria morto por bandidos do chamado “tribunal do crime”.

A Rondesp informou que patrulhava uma região do bairro Sapucaieira, na tarde de quinta-feira (14), quando avistou uma quadrilha realizando uma espécie de “julgamento”.

Ao se aproximar do local, os policiais foram recebidos a tiros. Houve um intenso tiroteio. Os marginais conseguiram fugir.

Em meio ao fogo cruzado, o homem que estava sendo “julgado” se jogou no chão para se proteger dos disparos.

Depois, ele relatou para a polícia que a quadrilha o acusava de ter roubado uma bicicleta na comunidade e por isso acreditava que seria “sentenciado” à morte. Ele possui transtornos mentais, foi ouvido no plantão da Polícia Civil e depois liberado.

Durante a fuga, os criminosos deixaram para trás dois quilos de maconha. A droga foi apreendida.