Blog do Edyy

Homem é preso suspeito de matar comerciante a pauladas

Um homem de 42 anos foi preso na terça-feira (17), por suspeita de matar um comerciante a pauladas em Alagoinhas, cidade a cerca de 120 km de Salvador. Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 21 de novembro do ano passado, após uma discussão por causa de som alto. Ainda de acordo com a polícia, o barulho acontecia no bar da vítima, identificada como Osvaldo Carlos dos Santos. O pai do homem de 42 anos pediu que Osvaldo abaixasse o volume e os dois começaram uma discussão. A partir de então, o suspeito se envolveu na briga e agrediu o comerciante com um pedaço de madeira. Osvaldo Carlos foi socorrido para um hospital da região e ficou internado até o dia 9 de dezembro, quando morreu.

Urgente: Gerente do tráfico morre em confronto com a Cipe

Uma ação conjunta realizada na madrugada desta quarta-feira (18), em Nova Redenção, pela a Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Chapada e a 42ª Companhia Independente da PM (Lençóis) resultou na apreensão de uma pistola calibre 9mm e drogas.
Segundo o comandante da Cipe Chapada, major Eduardo Neves, os materiais foram encontrados com um homem apontado como líder de uma organização criminosa da região. “Vínhamos recebendo informações de possíveis locais que ele usava para guardar drogas e se esconder, assim como, a participação em alguns delitos. E foi durante a averiguação de denúncia que conseguimos localizá-lo”, declarou.
Ainda de acordo com o oficial, ao chegarem na Rua Nascer do Sol – local indicado pelo denunciante -, o homem, ao perceber a chegada das equipes tentou fugir atirando nas equipes. “As guarnições revidaram ao ataque e o criminoso não resistiu”, completou Neves.
Com ele os policiais encontraram uma pistola calibre 9mm, 46 porções de drogas (maconha, crack e cocaína) e pinos para armazenar entorpecentes. A ocorrência foi registrada na Corregedoria Setorial da Cipe Chapada.

Caminhoneiro é preso depois de celebrar a morte de agentes da PRF; “Eu acho é pouco. Morreu só dois?”

Um caminhoneiro foi preso depois de supostamente celebrar, em um áudio de WhatsApp, o assassinato de dois policiais rodoviários federais durante o trabalho. Os profissionais foram mortos a tiros enquanto patrulhavam em uma BR em Fortaleza (CE). O motorista divulgou a comemoração pelo aplicativo de mensagem e acabou detido em Hidrolândia (GO). Na mensagem, ele se queixa das fiscalizações da corporação e diz que a PRF não deixa os caminhoneiros trabalhar. “Eu acho é pouco. Morreu só dois?”, questiona, logo no início. Segundo o motorista, a corporação deveria passar por uma “limpeza”. Na sequência, ele diz que os agentes implicam “com tudo”. “É bom pra ver se quietam o facho”, dispara o caminhoneiro, antes de proferir xingamentos contra policiais da corporação. O motorista de caminhão foi preso por apologia do crime e porte de maconha. Os assassinatos aconteceram na manhã desta quarta-feira (18), no Ceará. Um homem atacou os agentes Márcio Hélio Almeida de Sousa, 53 anos, e Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho, 43, durante uma abordagem policial. O autor dos diparos caminhava pela rodovia, e os policiais rodoviários decidiram tirá-lo do local para evitar um atropelamento. Quando foi abordado, ele entrou em luta corporal com os agentes e os baleou.

Nota de pesar

De acordo com a nota de pesar divulgada pela corporação, Márcio Hélio Almeida de Sousa trabalhava na instituição havia 15 anos. Ele deixou mulher e um filho. Márcio “nasceu em Baturité (CE), e atuou em diversos setores da PRF, com lotação no Ceará e em Roraima”, informou a PRF.

Já Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho era policial rodoviário federal havia 17 anos. Ele deixou a mulher e duas filhas. Raimundo “ingressou na PRF em 2005. Ele é natural de Viçosa (CE), e atuou nos estados do Maranhão, Roraima e Ceará”, afirmou a instituição.

“A PRF apura o caso em conjunto com as demais forças de segurança responsáveis, tendo sido criado um gabinete de crise para acompanhamento da ocorrência. O falecimento dos nossos policiais entristece toda a instituição. Manifestamos nossa sincera solidariedade e irrestrito apoio à família, desejando conforto também a familiares e amigos neste momento de dor”, encerra a nota de pesar.

De acordo com a corporação, o caminhoneiro assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência,  comprometendo-se a responder na Justiça por apologia do crime e posse de drogas.//Fonte: NotíciasR7

Urgente: Vídeo mostra policiais rodoviários sendo assassinados a tiros na BR-116

Um motorista que passava pela BR-116, em Fortaleza, minutos antes dos agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) serem mortos, flagrou o momento da luta corporal. Os agentes entraram em confronto com os criminosos que teriam roubado as armas deles, na manhã desta quarta (18). É possível ouvir o o barulho dos tiros após a luta. Um policial de folga que passava pelo local perseguiu um dos suspeitos e conseguiu atingí-lo. O outro conseguiu fugir. Dois agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram mortos a tiros na manhã desta quarta-feira (18), na BR-116 no estado do Ceará. De acordo com a assessoria de imprena, o atentado aconteceu no viaduto da avenida Oliveira Paiva, próximo à Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Ceará, em Fortaleza. Segundo o portal de notícias cearense O Povo, uma dupla teria atacado os agentes com a intenção de tomar as armas. A PRF informou que “um criminoso foi morto por uma equipe de outra força de segurança”. “Era um policial que estava passando de folga, viu os policiais em luta corporal, viu que o elemento roubou a arma do policial e foi contra-atacar. Ele agiu de toda a cidadania possível”, afirmou o PRF Márcio Moura. Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) esteve no local e os socorristas confirmaram os óbitos. A PRF não divulgou os nomes dos agentes que foram vítimas do ataque, mas afirmou que estavam atendento uma ocorrência que deixou o trânsito lento na rodovia. “Estava um engarrafamento muito grande na BR-116, e as informações preliminares que nós temos é que eles foram atacados por dois elementos que pegaram a arma deles e acabaram atirando”, disse. Uma força tarefa foi montada em torno da ocorrência, cm a atuação de policiais militares, agentes da PRF e apoio de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). O trânsito foi bloqueado no local. Fonte: Portal75

 

Urgente: Suspeito de matar PM morre em operação policial: ele portava um fuzil 5,56

Um suspeito de participação na morte do soldado Alexandre Menezes, policial lotado na 3ª Companhia Independente da Polícia Militar, crime ocorrido no último dia 7, no bairro de Águas Claras, foi encontrado na região norte do estado, na tarde desta terça-feira (17), durante uma ação conjunta das Polícias Militar da Bahia e de Pernambuco, e das Polícias Federal e Rodoviária Federal. Com ele foi encontrado um fuzil calibre 5.56. Informações preliminares davam conta de que parte do grupo fugiu para a região norte após a morte do policial. Com base nas informações de inteligência, equipes do Batalhão de Operações Policiais Militares (BOPE), da Companhia Independente de Policiamento Especializado Caatinga (Cipe/Caatinga), do Batalhão de Choque, através do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), e da 3ª CIPM (Cajazeiras) montaram pontos de abordagem na região de divisa entre a Bahia e Pernambuco, com o auxílio de policiais do estado vizinho. Segundo informou o comandante do Batalhão de Choque, tenente coronel Wildon Reis,  no município baiano de Abaré, um veículo Corolla branco tentou fugir da abordagem e houve perseguição. “O ocupante perdeu o controle do carro e já saiu atirando, dando início ao confronto com os policiais”, afirmou o oficial. Ele foi atingido, socorrido, mas não resistiu. Identificado como o líder do tráfico de drogas do bairro de Águas Claras, o homem portava um fuzil 5.56, além de 310 pedras de crack, 59 pinos de cocaína e um caderno com anotações da venda de drogas. O armamento será enviado para o Departamento de Polícia Técnica, que vai avaliar as características e se foi o mesmo utilizado contra o soldado Menezes.

Vídeo: Médico é preso após facilitar execução de paciente

Um médico ortopedista foi preso suspeito de facilitar o assassinato de um paciente dentro de um hospital no Guarujá, litoral de São Paulo. A polícia descobriu a ligação de Alexandre Pedroso, de 37 anos, com facções criminosas. O médico seria o responsável pela alta do paciente e facilitou a entrada dos atiradores.

Itarantim: Acusado de homicídio, Pacheco continua foragido; família pede justiça e prisão

Flávio Dias de Almeida, mais conhecido popularmente como Pacheco, continua foragido da justiça de Itarantim. Ele é acusado de matar o jovem Gazo, após uma discursão em um bar da cidade. O crime aconteceu em fevereiro deste ano, quando Pacheco teria desferido disparos de arma de fogo contra o jovem Gazo, após um desentendimento, em um bar da cidade. Conforme havíamos publicado anteriormente, Gazo chegou a ser socorrido, ficando quase dois meses lutando pela vida, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no dia 4 de abril, no Hospital de Base de Vitória da Conquista. Suspeito de cometer o homicídio, Pacheco continua foragido. Sem ter nenhuma resposta sobre o paradeiro do acusado, familiares imploram por justiça e a prisão imediata de Flávio Dias de Almeida (Pacheco). Quem tiver qualquer informações, entre em contato com a Polícia Civil do município

Traficante que vendia para classe alta é colocado em liberdade

Um traficante que vendia cigarros de haxixe por 50 reais para universitários e em eventos para a classe alta, em Salvador, foi colocado em liberdade provisória, após audiência de custódia. O criminoso foi flagrado pela Operação Apolo da PM, na última sexta-feira (13). Com o homem, abordado dirigindo um carro modelo Sandero, na Orla da capital baiana, foram apreendidos 16 pacotes de haxixe e 33 mil reais em espécie. O criminoso confessou que vendia a droga para as classes média e alta. Informou ainda que o quilo do haxixe chegava a custar 20 mil reais.

Urgente na região: Motorista de aplicativo que estava desaparecido foi assassinado

Na tarde desta segunda-feira (16), foi encontrado em uma área de matagal em Serra Grande, distrito de Uruçuca, o corpo do motorista de aplicativos Sátiro Menezes Filho, popularmente conhecido como John.

John estava desaparecido desde a última sexta-feira (13), quando fazia uma corrida de Ilhéus para Serra Grande. Desde então, familiares e amigos vinham fazendo apelos para que o homem fosse localizado, e o sumiço teve grande repercussão.

O corpo apresentava sinais de violência, e de acordo com informações preliminares de internautas, os assassinos ainda tentaram incendiar a vítima, depois de assassiná-la. No entanto, essa informação ainda não foi confirmada oficialmente.

No início da noite desta segunda-feira, peritos do Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus foram acionados para realizar perícia e remoção do corpo de Sátiro. A Polícia Civil investiga circunstâncias, motivação e autoria do homicídio, bem como se John tinha algum envolvimento com o crime. Fonte: Verdinho

Urgente: Carreta de combustível com nota fiscal fraudada é apreendida pela PRF na BR-116

APolícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carreta que transportava álcool etílico hidratado com nota fiscal fraudada. A abordagem aconteceu em frente a unidade operacional da PRF, no Km 931 da BR 116, em Encruzilhada (BA), na noite de sexta-feira (13).

Em fiscalização de combate à criminalidade, policiais abordaram uma carreta Volvo/Fh 460, acoplada a um semirreboque (tanque). Durante a vistoria, constataram que estava sendo transportado álcool etílico hidratado pelas nota fiscal apresentada pelo motorista.

O documento fiscal indicava indícios de não recolhimento de tributo. Foi acionada a Secretaria de Fazenda Estadual (SEFAZ-BA) e após realizarem consultas nos sistemas, os agentes descobriram que foi utilizada uma empresa que estava com o registro bloqueado na Receita Estadual.

Aos policiais, o motorista de 38 anos informou que não tinha conhecimento das irregularidades. Disse ainda que não sabia o destino final da carga e acrescentou que recebeu ordens de não parar em pontos de fiscalização da Receita durante o trajeto da viagem.

O condutor, os veículos e as documentações foram encaminhados para o Posto de Controle Fiscal da SEFAZ-BA, responsável por apurar às irregularidades e inconsistências tributárias.