Blog do Edyy

Governo da Bahia afasta 141 policiais militares por 90 dias; PMs se negaram a vacinar contra a Covid-19

Os policiais militares representam o maior número de servidores públicos estaduais resistentes à vacina contra o novo coronavírus, segundo dados divulgados pelo Governo da Bahia nesta quinta-feira (20). São 141 PMs na lista de funcionários públicos ativos afastados cautelarmente, pelo prazo de 90 dias, porque não comprovaram a imunização contra o vírus.

O afastamento pode ser prorrogável por mais 90 dias, conforme portaria publicada nesta semana. No período em que ficarão afastados, os policiais não receberão salário. A medida atinge também servidores das secretarias da Educação (38), Administração Penitenciária (8), Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (1), Saúde (15), Desenvolvimento Econômico (1) e Fazenda (3), além da Universidade do Estado da Bahia (34), Universidade Estadual do Oeste da Bahia (22), Fundac (8), Irdeb (3), Polícia Civil (8), Departamento de Polícia Técnica (1).

De acordo com o Governo da Bahia, foram publicadas portarias estabelecendo prazos para os servidores comprovarem a vacinação. O servidor que não cumpriu a notificação foi incluído nas portarias publicadas esta semana ou poderá figurar em futuras publicações. O funcionário que não obedeceu as exigências pode também ser submetido a processo administrativo disciplinar pelo descumprimento das Leis 6.677/1994 (civis) e 7.990/2001 (militares).


Curta e Compartilhe.


Leia Também